Salvador tem redução no número de casos de dengue, zika e chikugunya

A prefeitura acredita que a diminuição no número de casos tem relação com o trabalho de prevenção

Publicado em 22 de setembro de 2017 às 20:23

- Atualizado há 9 meses

. Crédito: Foto: Arquivo CORREIO

O número de casos de dengue registrados em Salvador, entre janeiro e setembro, diminuiu 54% em relação ao mesmo período do ano passado. Zika e chikugunya também tiveram redução de 57% e 47%, respectivamente. Os dados sobre essas arboviroses são da Vigilância Epidemiológica de Salvador e foram divulgados nesta sexta-feira (22) pela prefeitura.

Segundo a Secretaria de Comunicação do Município (Secom), este ano foram contabilizados 515 casos de dengue, enquanto no ano passado foram 944 ocorrências. Já a chikugunya registrou 91 casos confirmados em 2017, e 158 em 2016. A zika, por sua vez, passou de 77 para 36 ocorrências. Em nota, a prefeitura atribuiu a redução do número de casos ao trabalho preventivo desenvolvido com a população. Agentes realizam trabalho de prevenção nos bairros (Foto: Arquivo CORREIO) "O resultado positivo é atribuído ao trabalho preventivo intensificado em bairros prioritários pela Secretaria Municipal da Saúde, como mutirões seriados de limpeza, ações de varredura, monitoramento constante e eliminação de larvas em pontos como praças, monumentos e outros tipos de logradouros públicos onde há possibilidade de acumulo de água, além de abertura de imóveis abandonados com o auxílio de outros órgãos da Prefeitura", diz a nota.

O Município informou também que o Centro de Controle de Zoonoses vai retomar a intensificação dos mutirões de limpeza, nos meses de outubro e novembro, quando o risco de proliferação do mosquito é maior por conta do aumento da temperatura.