São João tem excursões a partir de R$ 599; viagens bate-volta podem ser compradas por R$ 99

Entre os principais destinos estão os municípios de Lençóis, Cruz das Almas e Caruaru

  • Foto do(a) author(a) Gilberto Barbosa
  • Gilberto Barbosa

Publicado em 30 de maio de 2024 às 07:15

São João em Amargosa, a 240 km de Salvador
São João Crédito: Divulgação

A época de São João é uma das mais esperadas no ano pelos baianos, que viajam para aproveitar as festas tradicionais no interior do estado. Quem quiser curtir o arraiá desse ano, deve preparar o bolso e comprar pacotes de viagens, cujos preços variam entre R$ 99 e R$ 155 para viagens bate-volta e de R$ 599 até R$ 1.650 para excursões.

De acordo com o presidente da Associação Nacional das Agências de Viagem na Bahia (Anav-BA) Jean Paul Gonze, o setor registrou um aumento de 10% nas vendas de pacotes para as festas juninas. Os principais destinos são cidades como Cruz das Almas, Ibicuí, Lençóis e Mucugê.

“A Bahia tem São João em quase todos os municípios. A maioria das pessoas que moram  em Salvador, por exemplo, preferem passar o São João no interior, mesmo com as festas disponíveis para a capital”, explica.

O sócio da 'Bate Volta Axé Bahia' Francisco Venet afirma que o aumento do investimento do poder público em atrações de peso para o São João impactou na realização de festas particulares. A mudança afetou as vendas dos pacotes de viagem da sua empresa, que reduziram 32% em 2024.

"As festas das prefeituras foram inviabilizando os eventos particulares, que eram as preferidas por conta da segurança, do ambiente e da tradição das camisas. Agora está sendo diferente, porque é o primeiro ano que eles não serão realizados”, afirma.

Para esse ano, a Bate Volta Axé Bahia vende pacotes para viagem em excursão, com estadias entre 4 e 5 dias, com valores entre R$ 660, para os municípios de Iraquara e Seabra, na Chapada Diamantina e R$ 1.650, para Caruaru, em Pernambuco. A viagem bate-volta é vendida por R$ 125, com destino a Cruz das Almas e até R$ 155 para o município de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano.

“O destino mais procurado é Cruz das Almas, devido à tradição do São João, atrações e pela proximidade com Salvador. Para excursões, os mais vendidos são os destinos da Chapada Diamantina, como Lençóis, além de Aracaju, pela tradição do forró e das festas de praça. As viagens com excursões são mais caras por conta da locação,  café da manhã e da quantidade de dias. Os hotéis só vendem a hospedagem em pacotes para todos os dias e a gente converte na hora da venda”, diz.

A queda do mercado dos eventos particulares mudou a forma como as empresas ofertam seus pacotes. A coordenadora de viagens da Azevedo Transportes Priscila Santos conta que a empresa teve problemas com cancelamentos, em 2023, devido à não realização das festas. Uma estratégia diferente foi adotada para 2024.

“Nós não ofertamos viagens bate-volta para essas festas nesse ano, porque as vendas caíram 32% no ano passado. Nesse ano, nos preparamos sabendo do investimento nas festas públicas e apresentamos um crescimento de 30% na procura antecipada para as excursões. Além disso, mantivemos os destinos que já são habitualmente procurados para evitar cancelamentos”, explica.

A empresa também vende pacotes de transporte bate-volta para os municípios de Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus, com preços a R$ 99. Também é possível adquirir excursões para Lençóis e Iraquara, na Chapada Diamantina; Aracaju, Maceió, Paulo Afonso e Caruaru, em pacote conjunto com a cidade de Campina Grande. Os valores variam entre R$ 599 e R$ 1.499, variando de acordo com o número de dias da viagem.

“Lençóis e Caruaru são roteiros mais tradicionais e requisitados pelo público, que está bem misturado, variando entre pessoas de 20 a 50 anos. Eles procuram as festas de largo para aproveitar o São João. Nós abrimos um segundo ônibus para Lençóis e novos pacotes estarão disponíveis, conforme encontramos vagas para hospedagem”, conta.

Fugindo de roteiros tradicionais, a empresa Ellefantrip oferece viagens para o município de Ibicoara e o Vale do Capão, distrito de Palmeiras, na Chapada Diamantina. O sócio da empresa Diego Prechede conta que os preços variam entre R$ 1.000 e R$ 1.500, de acordo com o local onde o cliente ficará hospedado e do número de dias disponíveis no pacote.

“O Vale do Capão já é um destino tradicional que fazemos há quatro anos. Nós realizamos viagens para Ibicoara, mas essa é a primeira vez para o São João. Essa é uma data que não precisa de muito esforço para divulgação devido à inclinação natural das pessoas para viagens, tanto que esgotamos os pacotes de quatro dias e estamos finalizando as vendas dos pacotes de três dias”, relatou.

Devido à dificuldade de acesso, as viagens são feitas em vans para os destinos. Diego conta que a solução favorece as interações entre o grupo e os atendimentos. São duas vans disponíveis para o Capão, com um total de 30 pessoas e uma van para Ibicoara, transportando 20 passageiros.

“A maior dificuldade é com a hospedagem porque as pousadas sobem os preços e equilibram os meses ruins. O nosso público é formado por pessoas com 30 a 40 anos, em sua maioria mulheres, que procuram um equilíbrio entre o São João tradicional, das festas de largo e forró pé-de-serra com a natureza e roteiros ecológicos como trilhas e cachoeiras”, finalizou.

O Projeto São João 2024 é uma realização do jornal Correio com apoio da Sicoob.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

Mais recentes