Fábio Cordeiro da Silva

Conheça o jogador de futebol que teria doado o coração para Faustão

Fábio foi vítima de AVC e tinha 35 anos

  • Foto do(a) author(a) Alô Alô Bahia
  • Alô Alô Bahia

Publicado em 28 de agosto de 2023 às 17:20

null Crédito: Reprodução

Tudo indica que o jogador de futebol amador Fábio Cordeiro da Silva, de 35 anos, foi o doador do coração de Fausto Silva. Ele morreu no sábado (26) em Santos, no litoral de São Paulo, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) enquanto trabalhava como azulejista.

Fábio tinha o mesmo tipo sanguíneo do apresentador e já havia sinalizado aos parentes sobre a intenção de ser um doador de órgãos. "Tudo indica que o coração foi para o Faustão... pelo horário, por tudo. Nós ficamos até contentes, porque o Faustão foi muito prestativo", disse o pai do jogador, José Pereira da Silva, em entrevista ao Balanço Geral, da Record TV. Fábio também doou outros órgãos, que salvaram vidas de mais pessoas.

"O Fábio era um menino muito bom, nunca deu trabalho, era trabalhador. Mas a vida é assim. Era muito querido, com muitos amigos, que fizeram até vaquinhas para pagar os custos do sepultamento", completou José. Fábio precisou se ausentar dos campos há cerca de um mês porque passou mal durante algumas partidas. Ele morava em Mongaguá, mas atuou em clubes da região de Praia Grande, Itanhaém e São Vicente. Era conhecido pelos colegas pelo apelido Esquerdinha, por ser canhoto.

As informações sobre a identidade do doador e do receptor não foram confirmadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), responsável pela fila de transplantes, por serem protegidas.

Faustão era o segundo da lista de espera e, após recusa do primeiro paciente da fila, na madrugada deste domingo (27), o Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista, foi acionado pela Central de Transplantes do Estado de São Paulo. A equipe médica avaliou a compatibilidade do órgão, levando em consideração o tipo sanguíneo B.

Segundo o último boletim divulgado pelo hospital, a cirurgia foi realizada com sucesso e Fausto Silva, que deu entrada no hospital da capital paulista no dia 5 deste mês, permanece na UTI (unidade de terapia intensiva), "para acompanhamento da adaptação do órgão e controle de rejeição".