Agente de limpeza viraliza ao pedir esposa em casamento no metrô

O momento romântico chamou a atenção das pessoas que passavam pelo local, na manhã desta quarta-feira (10)

  • Foto do(a) author(a) Saulo Miguez
  • Saulo Miguez

Publicado em 10 de julho de 2024 às 14:20

Casal na estação da Lapa
Casal na estação da Lapa Crédito: Reprodução/TV Bahia

Diariamente, mais de 430 mil passageiros passam pela Estação da Lapa, em Salvador. A pé, de ônibus ou de metrô, os soteropolitanos que seguem suas rotinas pelo terminal mais movimentado da cidade volta e meia são surpreendidos por acontecimentos que quebram a expectativa e se transformam em grandes histórias para contar.

Nesta quarta-feira (10), o momento inesquecível do dia foi protagonizado pelo agente de limpeza Jackson Marinho Cruz, 50 anos, e pela técnica administrativa Juliana Macedo, 39. Em pleno ir e vir, o casal se comprometeu em selar o matrimônio e, como bem disse Jackson, viver esse amor.

Esse história nasceu há cerca de um ano e quatro meses, quando eles se conheceram, por intermédio de um amigo em comum, no bairro da Ribeira. A conexão foi imediata e, pouco tempo depois, já moravam juntos.

Jackson conta que desde o primeiro encontro as declarações de amor são diárias. Segundo ele, esse é o segredo para manter a chama da paixão acesa. "Todo homem deveria dizer à esposa todos os dias que a ama para esquentar o relacionamento e viver esse amor de maneira recíproca", disse.

Além do que é dito na intimidade, o casal também já manifestou o amor publicamente, a exemplo do pedido de casamento no metrô. Em uma dessas oportunidades, Juliana parou um show que acontecia em um bar no bairro de Mussurunga para se declarar.

"Estávamos curtindo junto em um bar que rolava música ao vivo quando ela saiu e disse que faria uma surpresa", relembrou Jackson. Juliana então foi até o palco onde a cantora se apresentava, pediu o microfone e começou a falar de maneira apaixonada.

"Ela já veio de lá se declarando. Fiquei muito surpreso com aquilo tudo e esperei e esperei a minha oportunidade para retribuir a declaração", descreveu o noivo.

Uma outra prova de amor está literalmente gravada na pele. Jackson contou que tatuou os apelidos do casal "Jack" e "Juli", acompanhados da frase "Fé para mudar o futuro e amor para mudar a história".

Com a cara e a coragem

O pedido de casamento inusitado foi, segundo o noivo, feito com a cara e a coragem. Para além da entrega da aliança, nada mais havia sido preparado e tudo fluiu na base do improviso.

Romântico, ele costuma comprar um lanche para a futura esposa e se aproveitou desse hábito para criar a deixa. "Perguntei se ela queria naquele momento. Ela pensava que estava falando do lanche e disse que sim. Então meti a mão na mochila e tirei a aliança".

O momento foi registrado, sem que o casal soubesse, e rapidamente viralizou nas redes sociais e também na imprensa. Jackson não esperava que o pedido fosse repercutir tanto, mas ficou feliz com o impacto da história.

Ele conta que, apesar de se amarem e já viverem juntos, quer fazer as coisas da maneira mais tradicional e correta possível para estar bem com Deus e perante os homens. O casamento ainda não tem data para acontecer, mas ele promete que será o quanto antes.

Segunda chance

Tanto Jackson quanto Juliana não estão no primeiro casamento. Ela é mãe de uma menina de oito anos e ele é pai de um adulto de 26 e uma jovem de 18, frutos de relacionamentos anteriores.

Para Jackson, é fundamental as pessoas buscarem o amor, encarar cada oportunidade de ser feliz como se fosse única e trabalhar para fortalecer a relação. "Eu mesmo procuro ser um cara romântico. Se pudesse, levava café da manhã para ela todos os dias".