Bruno Reis descarta volta da obrigatoriedade de máscaras em Salvador

Gestor disse que casos são menos graves, mas pediu que população mantenha vacinação em dia

Publicado em 3 de novembro de 2023 às 10:57

Muita gente ainda usa a máscara da forma incorreta.
null Crédito: Tiago Caldas/CORREIO

O prefeito Bruno Reis afirmou nesta sexta-feira (3) que Salvador não vai voltar a exigir uso de máscara em locais públicos por conta do aumento de casos de covid-19 em todo estado. Ele falou do tema nesta manhã, durante a abertura do Festival Liberatum.

"Tem ocorrido a alta de casos de covid, mas não são casos graves que justifiquem internamentos em leitos de UTI e enfermaria. A gente pede que as pessoas mantenham ciclo vacinal em dia e sigam os protocolos de medicação necessários. Nesse momento ainda não há necessidade de adotar nenhuma medida de prevenção, até porque os casos que estão ocorrendo são de menor gravidade", afirmou.

A vice-prefeita e secretária de Saúde Ana Paula Matos também falou do assunto. "Nossa equipe está acompanhando diariamente. A gente tem percebido que sim, estamos com alta de casos, mas sem agravamento, pelo menos não em grande quantidade", disse. "Os casos excepcionais que estão agravando, a gente identifica que são pessoas que não completaram ciclo vacional", acrescentou. Ela disse que a secretaria está indo em vários espaços para ampliar o acesso à vacina.

Ela fez apelo para que todos se vacinem, especialmente com a bivalente. "Está muito claro que a covid de fato aumentou, mas as pessoas que estão com ciclo completo não estão agravando", disse. "Quem não completou corre risco de agravamento". 

Dados de hoje apontam que só há um paciente aguardando pro UTI e um aguardando por leito clínico nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Salvador.