COMBUSTÍVEL

Gasolina tem redução de 4% no preço para distribuidoras baianas

Decisão de repassar reajuste para o preço da bomba, para consumidores, é das distribuidoras, diz sindicato

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 6 de junho de 2024 às 18:13

Preço da gasolina acima de R$ 6,00 em Salvador
Preço da gasolina acima de R$ 6,00 em Salvador Crédito: Ana Lúcia Albuquerque/CORREIO

A Acelen, gestora da Refinaria de Mataripe, anunciou nesta quinta-feira (6), uma redução de 4% no preço da gasolina para as distribuidoras. Para o diesel não houve reajuste. 

Os preços dos produtos da refinaria seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo, que é adquirido a preços internacionais; a cotação do dólar e o frete, podendo variar para cima ou para baixo. 

Em nota, a empresa afirma que há uma política de preços transparente, amparada por critérios técnicos, em consonância com as práticas internacionais de mercado.

Apesar da redução no valor do combustível para as distribuidoras, não há confirmação de que haja alguma alteração no valor que a gasolina é comprada pelos consumidores nas bombas. Em nota, o Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (SindiCombustíveis), afirma que fica a critério dos distribuidores reduzir ou não o preço de venda. 

"O SindiCombustíveis Bahia informa que o mercado é livre e competitivo, cabendo a cada posto revendedor decidir se irá repassar ou não ao consumidor os reajustes da Acelen, administradora da Refinaria Mataripe, salientando que os postos de combustíveis não adquirem produtos diretamente da Acelen e sim das distribuidoras", diz a instituição.