Motorista fugiu após atropelar duas pessoas por medo de linchamento, diz testemunha

Os moradores afirmavam que o motorista erra irresponsável e estava bêbado, o que ele negou

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 18 de março de 2024 às 14:02

Atropelamento deixou dois feridos
Atropelamento deixou dois feridos Crédito: Arisson Marinho/CORREIO

Um morador do Alto do Terezinha que testemunhou um atropelamento que deixou dois feridos, na noite do domingo (17), diz que acredita que o motorista saiu do local por medo de sofrer linchamento das testemunhas. Ele tinha sinal de embriaguez, segundo as pessoas que estavam presentes. Duas pessoas foram atropeladas e ficaram feridas. 

"A noiva dele ficou no carro. Ela estava em choque. Aparentemente também alcoolizada. Não posso afirmar que estava, porque só um exame de alcoolemia que pode (comprovar), mas...", diz o morador Anderson Profeta, 49 anos. "Não posso ser leviano, né? Mas aparentemente estava alcoolizado, mas estava em choque". Logo depois, chegaram familiares dos dois feridos e houve muita gritaria. 

Profeta diz que houve muita gritaria e início de briga. "Questionando, exaltando, indo pra cima. Não estou dizendo que iria acontecer (o linchamento), mas... Porra, qualquer um ficaria (com medo). Eu faria a mesma coisa no lugar dele, preservar minha vida. Ele queria até ficar, ficou insistindo em ficar. A mulher dele, (falando) 'Vamos embora, embora, embora, embora, que eles vão matar a gente, vão matar a gente'. Do jeito que estava, eu não duvido, não", avalia o morador. "Tudo indica uma exaltação que poderia levar a isso". 

Havia cerca de 20 moradores no local e o motorista acabou fugindo de lá. "O rapaz aí, pra proteger a vida, eu acredito, eu não estou querendo minimizar nada, entendeu? Mas eu acredito que pra preservar sua própria vida, ele evadiu e deixou a companheira dele aí", avalia.

Os moradores afirmavam que o motorista erra irresponsável e estava bêbado, o que ele negou, diz a testemunha. Ele relembra o momento do choque. "Foi um barulho muito forte. Muito forte. Ele atingiu a casa do senhor aqui, um morador, bateu ali, destruiu, aí o carro rodopiou, o menino voou. Bateu ali naquela planta", descreve. 

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estava descendo pela ladeira logo depois do momento do acidente. "Eu tentei ligar para a Samu, não consegui, várias vezes, fiquei tentando, todo mundo tentando, ninguém estava conseguindo. Mas a sorte deles é que veio descendo, um minuto depois que aconteceu", diz, afirmando que o socorro foi dado rapidamente. 

Atropelamento

Dois homens foram atropelados no bairro do Alto da Terezinha, na noite desse domingo (17). Câmeras de segurança da região registraram o momento do acidente.

Em um dos vídeos, é possível ver o momento em que os dois homens caminham próximo à calçada e o carro chega em alta velocidade, acertando os dois. Com o impacto, os homens são arremessados.

Em seguida, o carro, ainda desgovernado, atinge uma moto. O motociclista conseguiu escapar da batida e escapa ileso.

O atropelamento aconteceu pouco antes das 20h30. As vítimas, que são moradores do bairro, subiam a ladeira de acesso à Avenida Afrânio Peixoto, conhecida como Avenida Suburbana, seguindo para o fim de linha do bairro. Os dois foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não há detalhes sobre o estado de saúde. A Polícia Civil e a Polícia Militar informaram não ter encontrado registro do caso.