PUNCHTOK

Mulheres relatam levar socos enquanto caminham por Nova Iorque

Durante as descrições, fica evidente que os ataques têm surgido por meio de pessoas aleatórias

  • Foto do(a) author(a) Rede Nordeste, O Povo
  • Rede Nordeste, O Povo

Publicado em 1 de abril de 2024 às 18:39

Halley Kate Mcgookin (foto à esquerda) e Mikayla Toninato (à direita) estão entre as várias mulheres que compartilharam suas experiências de serem socadas aleatoriamente
Halley Kate Mcgookin (foto à esquerda) e Mikayla Toninato (à direita) estão entre as várias mulheres que compartilharam suas experiências de serem socadas aleatoriamente Crédito: Reprodução/TikTok

Vídeos de relatos sobre agressões com socos aleatórios em Nova Iorque, nos Estados Unidos, têm viralizado no TikTok americano. A questão veio à tona após uma influenciadora de moda compartilhar seu relato, desencadeando novas exposições.

A onda de incidentes, apelidada de “Punchtok”, tem provocado medo entre as mulheres e preocupações com a segurança, visto que as agressões partiram de pessoas desconhecidas.

A tendência perturbadora veio à tona pela primeira vez em 25 de março, quando a influenciadora Halley Kate McGookin, de 23 anos, relatou ter sido agredida enquanto caminhava pelas ruas de Manhattan.

“Eu estava literalmente andando e um homem se aproximou e me deu um soco no rosto. Oh, meu Deus, dói tanto que nem consigo falar”, relatou Kate em vídeo para o TikTok.

Desde que o vídeo de McGookin se tornou viral, surgiram histórias semelhantes — revelando uma onda alarmante de agressões aleatórias contra mulheres na cidade.

Na postagem, uma seguidora de Halley Kate compartilhou: “Isso aconteceu comigo enquanto esperava o metrô há algumas semanas. Foi completamente aleatório, simplesmente me deram um soco na cabeça. Por que as pessoas estão fazendo isso?”.

Olivia Brand, também de Nova Iorque, contou uma história semelhante. "Um homem se aproximou, me pediu desculpas e então me socou no rosto. É absurdo", relatou.

Relatos semelhantes foram compartilhados em outras redes sociais. No X (atual nomenclatura do Twitter), Sarah Harvard, 30 anos, postou que estava caminhando para um show de comédia quando levou um soco na nuca perto de uma estação na noite de 19 de março.

“Apenas estava caminhando e, de repente, BAM! Quase caí. A parte de trás do meu crânio latejava de dor, parecia que meu cérebro estava abalado”, descreveu.

Polícia está investigando os casos

A polícia de Nova Iorque informou à NBC News que prendeu um dos suspeitos, provavelmente relacionado ao incidente de Halley, e está investigando outro caso.

Embora a polícia não tenha confirmado se os incidentes descritos nos vídeos do TikTok estão entre os casos sob investigação, a corporação apontou estar investigando casos semelhantes aos relatados nas redes sociais.

Os vídeos circularam em meio a percepções generalizadas nos EUA de que a criminalidade está aumentando em cidades como NY, de onde surgiram os principais relatos.

As preocupações com a segurança pública continuam a surgir na cidade conhecida como Big Apple, especialmente após uma série de crimes recentes de grande repercussão no sistema de metrô.