INDONÉSIA

Turista chinesa morre após tropeçar e despencar em vulcão ativo para tirar foto

Chinesa ignorou recomendação de guia turístico na Indonésia para não chegar perto da cratera

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 22 de abril de 2024 às 19:47

Huang Lihong no alto de vulcão na Indonésia
Huang Lihong no alto de vulcão na Indonésia Crédito: Reprodução

Uma turista chinesa de 31 anos morreu após despencar de uma altura de 75 metros depois de tropeçar ao se aproximar da beira de um vulcão ativo na Indonésia para tirar uma foto, no último sábado (20). As informações foram divulgadas pelo jornal Extra.

A mulher, identificada Huang Lihong, estava com o marido em uma visita guiada a Ijen, um parque vulcânico em Java Oriental, quando caiu e morreu na cratera, informou o site "Hongxing News".

O casal tinha subido ao topo do vulcão ativo, conhecido pelo popular fenômeno do "fogo azul", para ver o nascer do sol. De acordo com o guia turístico, Huang inicialmente manteve uma distância segura da borda da cratera após ser alertada sobre os riscos de posar para fotos muito perto da abertura do vulcão.

Porém, relatou o guia, a chinesa foi aos poucos chegando perto da cratera. Huang pisou em suas roupas compridas, tropeçou e caiu na boca do vulcão. Uma foto que circulou na mídia local mostrou Lihong aparentemente posando com a perna levantada e nuvens de gás sulfuroso atrás dela pouco antes de sua queda. Duas horas depois, o corpo da chinesa foi resgatado.