50% das prefeituras baianas são consideradas más pagadoras pelo Tesouro

satélite
22.02.2019, 18:30:00

50% das prefeituras baianas são consideradas más pagadoras pelo Tesouro

por Jairo Costa Júnior, com Luan Santos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mais de 50% das prefeituras baianas são consideradas pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) como incapazes de honrar dívidas e estão proibidas de receber garantias da União para contratação de  empréstimos. Levantamento feito pela Satélite aponta que, dos 417 municípios do estado, 215 foram classificados pelo Tesouro com a nota C na tabela sobre Capacidade de Pagamento (Capag) e são consideradas más pagadoras. Na outra ponta, apenas 58 têm notas A ou B. Outros 144 estão sem classificação porque não atualizaram informações junto ao Tesouro. 

Duas pontas 
Entre os 20 maiores municípios do estado, 11 são considerados maus pagadores. Entre eles, Vitória da Conquista, Itabuna, Juazeiro e Teixeira de Freitas. A lista inclui ainda Barreiras, Porto Seguro, Simões Filho, Eunápolis, Valença e Candeias. A relação de bons pagadores é encabeçada por Feira de Santana, Camaçari e Jequié, com nota A. Na sequência, vêm Salvador, Lauro de Freitas, Ilhéus, Alagoinhas, Paulo Afonso e Guanambi, com B.

Saída pela tangente
Beneficiada com contratos milionários para fornecimento de alimentação em hospitais da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), uma das noras do senador Angelo Coronel (PSD), Mariana Depra Ferrari Martins, foi excluída recentemente do quadro de sócios da empresa Sabore Cia, denunciada à Justiça por suspeita de apresentar documentos falsos para vencer uma licitação do Hospital Roberto Santos em 2016.  A mudança ocorre após a coluna revelar, em 9 de janeiro, que a Sabore havia sido contratada por R$ 3,5 milhões para fornecer comida aos pacientes do HGE, sem processo licitatório. A empresa também foi declarada inidônea e impedida de fazer negócios com o governo do estado, mas tenta escapar da punição por meio de seguidos recursos judiciais.

Laço mantido
Entretanto, Mariana Martins ainda mantém um tentáculo na Sabore Cia. No caso, o empresário Thiago Passos Motta, sócio da esposa do deputado estadual Diego Coronel (PSD), filho e principal herdeiro político do senador, em duas clínicas de Camaçari e Feira de Santana. Ambas foram criadas há dois anos já com vaga garantida no cobiçado mercado de exames médicos e psicológicos para o Detran.

Bate-volta
A “lista de rejeições” do governador Rui Costa (PT) inquieta caciques da base aliada. Composta por políticos recusados pelo petista para cargos no primeiro e segundo escalões, a relação reúne os ex-deputados Bebeto Galvão (PSB), Luiz Augusto (PP) e Angela Sousa (PSD), além do ex-prefeito de Irecê Luizinho Sobral (Podemos). Indicados pelas legendas, todos eles esbarraram no veto de Rui, que já sinalizou ainda a probabilidade de engordar a lista, mesmo com a cara feia da tropa governista.

Segue o baile
O ministro Edson Fachin, do Supremo, rejeitou o pedido para prorrogar o prazo de entrega das alegações finais  pela defesa dos irmãos Geddel e Lucio Vieira Lima no caso do bunker de R$ 51 milhões.

"Não dá para mexer, só quem é técnico ou burocrata não sabe o que significa uma mulher que trabalha mais que o homem no campo, acorda 4h com lata d’água na cabeça para cozinhar, cuidar dos filhos e depois pegar na enxada", Elmar Nascimento, líder do DEM na Câmara, ao criticar o trecho da reforma da Previdência que iguala a idade mínima para a aposentadoria rural

Pílula
Cerco caseiro -
O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (sem partido), virou réu por improbidade em ação movida pelo município que ele mesmo governa. O caso se refere à contratação de pessoal sem concurso entre 2005 e 2008, em seu mandato anterior. O curioso é que, em 2016,  a Justiça constatou a “confusão processual” gerada  por Gomes ser prefeito do município que é autor da denúncia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas