A3, um dos produtos mais importantes da Audi, chega à quarta geração

autos & etc
07.03.2020, 05:00:00

A3, um dos produtos mais importantes da Audi, chega à quarta geração


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O A3 foi completamente reformulado
(Foto: Audi/Divulgação)

O A3, um dos produtos mais importantes da Audi, chegou à quarta geração. Montado sobre a mesma plataforma do Volkswagen Golf, a MQB, o modelo tem faróis maiores e mais recortados, além de uma grade mais generosa - seguindo a atual linguagem de design da marca. A carroceria cresceu 3 centímetros, chegando a 4,34 metros de comprimento. No entanto, as medidas da distância entre-eixos (2,64 m) e do porta-malas (380 litros), não foram alteradas.

Por enquanto, a empresa revelou apenas duas motorizações: 1.5 litro a gasolina e 2 litros diesel, nenhuma delas inédita. O câmbio pode ser manual, de 6 marchas, ou de dupla embreagem, de 7 marchas. Mas em breve deverão ser apresentadas novas opções de propulsores, incluindo uma híbrida plug-in e uma híbrida leve.

O interior segue as linhas inauguradas no Q8
O interior segue as linhas inauguradas no Q8 (Audi/Divulgação)
As linhas traseiras lembram o desenho do Q3
As linhas traseiras lembram o desenho do Q3 (Audi/Divulgação)

A tração continua dianteira, mas haverá uma versão integral, com a famosa grife quattro da Audi. A expectativa é que o modelo chegue ao Brasil até o final do ano.

SALÃO DO AUTOMÓVEL
A Anfavea, associação dos fabricantes de veículos, e a Reed Exhibitions Alcantara Machado, decidiram adiar o Salão do Automóvel de São Paulo deste para o próximo ano.  “O Salão do Automóvel é um evento que precisa evoluir e refletir o momento de disrupção tecnológica que nossa indústria está vivendo”, explicou Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.

“A REED possui o grande desafio de propor um novo Salão do Automóvel alinhado com as expectativas do público visitante e com a nova realidade das montadoras", completou Cláudio Della Nina, presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado.

(Foto: Antônio Meira Jr./CORREIO)

BALANÇO DE FEVEREIRO
Apesar de menos dias úteis e ainda com a influência do Carnaval, fevereiro teve mais emplacamentos de modelos novos do que janeiro. No mês passado, foram 192.639 automóveis e comerciais leves licenciados no país, alta de 4,63% em comparação com janeiro. Em relação a fevereiro do ano passado o crescimento foi de 1,48%. No entanto, no acumulado dos dois meses houve uma retração de 0,98% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

DUAS RODAS
No mercado de motos a situação foi diferente: queda de 12,98%. Foram 91.686 emplacamentos em janeiro contra 79.782 em fevereiro. Em relação a fevereiro do ano passado, os licenciamentos deste segmento são 5,23% inferiores. Na comparação com o acumulado a queda é de 1,96%.

Os emplacamentos de motos caíram 12,98% em fevereiro
(Foto: Mauro Akin Nassor/Arquivo CORREIO)

POR MARCA
Na disputa pela participação de mercado, a Chevrolet continua na liderança. A marca controlada pela General Motors ficou com 17,72% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves em fevereiro. Na sequência, ficaram a Volkswagen (16,42%) e Fiat (13,78%). A Hyundai ficou em quarto com 8,54%, enquanto Ford (7,83%), Toyota (7,67%) e Renault (7,50%) disputaram carro a carro as posições seguintes. A Jeep (5,24%) ficou com a oitava posição, a Honda (4,53%) com a nona e a Nissan (4,34%) com a décima. As demais marcas, somadas, chegaram a 6%.

POR MODELO
A Chevrolet segue imbatível nas vendas por modelo, ocupando as duas primeiras posições: Onix (17.652 emplacamentos) e Onix Plus (9.123). Já o Hyundai HB20 (8.402) ultrapassou o Ford Ka (8.123) e ficou com a terceira posição, deixando o modelo produzido em Camaçari em quarto. O veterano VW Gol (5.944) ficou em quinto depois de uma disputa apertada com o Fiat Argo (5.917), o sexto. Da sétima à décima posição ficaram: Renault Kwid (5.813), VW Polo (5.517), VW T-Cross (5.374) e Jeep Renegade (5.354).

A Chevrolet dominou novamente as vendas com o Onix
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

NA BAHIA
No mercado estadual a Chevrolet repetiu a dobradinha: Onix (516) e Onix Plus (313). O Ford Ka ficou em terceiro (308), o Hyundai HB20 em quarto (287) e o Renault Kwid (282) em quinto. A Fiat Toro (268), que não aparece entre os dez mais emplacados no país, ficou com a sexta posição na Bahia. Da sétima à décima posição ficaram: Fiat Strada (226), Toyota Corolla (223), Ford EcoSport (187) e Jeep Compass (170).

Produzido na Bahia, o Ka ficou em terceiro no estado
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

250 MIL
Lançado no Brasil em março de 2015, o Renegade foi o SUV compacto mais vendido no país no ano passado e completa agora 250 mil unidades emplacadas no mercado nacional. Com os exemplares exportados, a fábrica de Pernambuco já produziu 320 mil unidades.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas