Ademi-BA premia trabalhos no mercado imobiliário

salvador
25.07.2019, 23:16:00
Atualizado: 25.07.2019, 23:17:08
Cláudio Cunha, presidente da Ademi-BA, acredita que o cenário imobiliário será mais favorável que nos anos anteriores (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

Ademi-BA premia trabalhos no mercado imobiliário

Essa é a 24ª edição do evento

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A noite foi de premiações para o setor imobiliário baiano, nesta quinta-feira (25). A 24ª edição do Prêmio da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA) reconheceu e premiou os trabalhos desenvolvidos pelas construtoras, além de novas ideias oriundas das universidades. A cerimônia aconteceu no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal.

Segundo o presidente da Ademi, Cláudio Cunha, as perspectivas para o setor são positivas. Ele afirmou que a premiação é uma forma de celebrar os avanços e apontar novos caminhos.

“Desde 2014, o prêmio ficou mais significativo e mais importante, porque o Brasil viveu um período na sua economia de instabilidade e, consequentemente, mais dificuldade para os empresários. Então, os empresários que hoje estão disputando o prêmio demonstram a força do mercado imobiliário baiano, sua capacidade de superação e sua inovação”, afirmou.

Prima levou o prêmio de Empresa Revelação do Ano (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

As expectativas para o setor são de crescimento. Cunha afirmou que ações como a aprovação em primeiro turno da reforma da previdência anima o empresariado. “Isso traz poder de investimento e confiança no governo e em sua capacidade fiscal, de honrar seus compromissos. Os empresários ficam mais otimistas e mais investimentos são feitos, gerando mais empregos”.

No total, sete empresas concorreram aos prêmios. As vencedoras foram: Gráfico Empreendimentos, com o Duo Residencial das Hortênsias, na categoria Empreendimento de Habitação Econômica; MRV, com o Solar de Vilas, na categoria Lançamento Imobiliário Habitação Econômica; Concreta, com 535 Barra, na categoria Lançamento Imobiliário; e Prima, como a Empresa Revelação do Ano. A OR, empresa do Grupo Odebrecht, levou duas categorias a de Empreendimento Imobiliário, com D’Azul, e a de Empresa do Ano.

O diretor e superintendente da empresa no Nordeste, Eduardo Pedreira, disse que o prêmio reconhece e fortalece o trabalho das empresas. “O mercado imobiliário precisa de dois ingredientes: crédito e empregabilidade. Estamos voltando para uma vertente de oferta de crédito e as taxas de juros estão caindo, acredito em boas perspectivas para o próximo ano. Esse prêmio mostra para a sociedade tudo o que essas empresas estão fazendo” afirmou.

OR, empresa do Grupo Odebrecht, foi premiada duas vezes (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

O vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, foi quem entregou a última premiação e aproveitou o evento para anunciar que, até dezembro, a prefeitura vai lançar uma ferramenta online que vai facilitar e agilizar a liberação dos alvarás na capital.

“A Ademi vem investindo e apoiando todo o seguimento e esse prêmio é um estímulo. A prefeitura implantou uma série de inciativas, como estímulos fiscais, redução de prazos para licenciamentos de novos empreendimentos, e uma legislação que dá uma segurança jurídica, além dos investimentos nas obras públicas da cidade”, disse.

Roseneia e Rafaela levaram o prêmio Inovação Acadêmica (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

Pela segunda vez foi entregue o prêmio inovação acadêmica, que valoriza boas ideias de estudantes de Engenharia e Arquitetura. O tema deste ano foi “A construção civil na era da Indústria 4.0”, e estudantes de seis faculdades e universidades disputaram o prêmio.

O projeto vencedor foi o de Sistema Informatizado para Inspeção de Segurança apoiado por Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT), da doutoranda Roseneia Melo e da mestranda Rafaela Rey, da Universidade Federal da Bahia (Ufba). Ele será financiado pela Ademi por um ano para que seja posto em prática.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas