Advogado de Maradona reclama de demora da ambulância no socorro: 'Inexplicável'

mundo
26.11.2020, 10:51:48

Advogado de Maradona reclama de demora da ambulância no socorro: 'Inexplicável'

'Vou pedir que se investigue até as últimas consequências', afirma

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dia depois da morte de Diego Maradona, o seu advogado Matias Morla usou as redes sociais nesta quinta-feira para reclamar da demora no socorro por parte do serviço de saúde da Argentina ao ex-craque no final da manhã de quarta. Em um comunicado oficial, ele disse que também que é "inexplicável" que Maradona não tenha tido atenção durante 12 horas do pessoal destinado a cuidar dele.

"Quanto ao informe da perícia de San Isidro, é inexplicável que durante 12 horas meu amigo não tenha tido atenção nem controle por parte do pessoal de saúde deslocado a esse fim. A ambulância demorou mais de meia hora para chegar, o que foi um crime. Este fato não pode passar por alto e vou pedir que se investigue até as últimas consequências", escreveu Morla em seu Instagram.

A autópsia, realizada no início da noite de quarta-feira, concluiu que a causa da morte foi por insuficiência cardíaca, que gerou um edema agudo no pulmão e um mal súbito. "Insuficiência cardíaca aguda, em um paciente com uma miocardiopatia dilatada, insuficiência cardíaca congestiva crônica que gerou edema agudo de pulmão", disse o comunicado.

"Hoje é um dia de profunda dor, tristeza e reflexão. Sinto em meu coração a partida de um amigo, a quem honrei com minha lealdade e acompanhamento até o ultimo dia. Minha despedida dele foi pessoalmente, o velório deve ser um momento íntimo e familiar", prosseguiu Morla.

"Como dizia Diego: você é meu soldado, atua sem piedade. Para definir Diego nesse momento de profunda desolação e dor posso dizer: foi um bom filho, foi o melhor jogador de toda a história e foi uma pessoa honesta. Que descanse em paz, irmão", completou o advogado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas