Advogado é flagrado transando com cliente durante audiência virtual no Peru; vídeo

em alta
01.02.2021, 10:13:37
Atualizado: 01.02.2021, 10:17:11
(Foto: Reprodução)

Advogado é flagrado transando com cliente durante audiência virtual no Peru; vídeo

Juiz precisou enviar policial para encerrar ato

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um advogado foi flagrado fazendo sexo durante uma audiência virtual realizada no aplicativo de Zoom na semana passada, depois de deixar sua câmera ligada. O caso aconteceu no Peru.

O juiz que comandou a audiência virtual afirmou que o advogado Hector Paredes Robles era uma vergonha por conta de sua atuação. Atônitos, outros funcionários do tribunal assistiram Paredes Robles se despir e se sentar em uma cadeira antes que uma morena nua, que se acreditava ser uma cliente, subisse em seu colo. Assista:

O juiz John Chahua Torres enviou um policial para intervir enquanto uma assessora tentava alertar Paredes Robles de que sua sessão de sexo estava sendo observada e gravada ao vivo. 

Todos esses eventos aconteceram na última terça-feira durante uma audiência de prisão preventiva virtual organizada por um tribunal em Pichanaki, no centro do Peru. O acusado tinha sido detito após uma operação contra o crime organizadi.

Como a cena de sexo não deu sinais de que iria parar, o juiz Torres disse: Estamos testemunhando atos obscenos que representam uma violação da decência pública e são agravados pelo fato de serem registrados nacionalmente." 

Uma funcionária do tribunal confirmou que a câmera pertencia a Paredes Robles. O juiz então instruiu o Ministério Público Estadual a iniciar uma investigação imediata.  

Já neste domingo à noite, o advogado foi impedido de atuar no caso. Ele também foi informado de que enfrentaria duas investigações separadas, uma por promotores estaduais e outra pela "OAB" do Peru.

Depois que a audiência foi suspensa por comportamento obsceno, o juiz disse: "Hector Paredes Robles foi totalmente identificado como o advogado que desrespeitou a dignidade deste tribunal, bem como dos outros advogados presentes e da profissão jurídica como um todo."

Uma declaração regional da Suprema Corte divulgada ontem acrescentou: "Condenamos as ações do advogado Hector Paredes Robles que, durante uma audiência de prisão preventiva virtual, cometeu atos obscenos que violaram a decência pública." 

O advogado é casado e tem três filhos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas