Ao contrário do que se previa, a televisão continua crescendo na era da mídia digital

marketing & negócios
09.10.2018, 05:00:00

Ao contrário do que se previa, a televisão continua crescendo na era da mídia digital

Website americano especializado em marketing e comunicação fez excelente análise sobre a evolução do espaço da TV, na contramão das apostas feitas nos últimos anos

A fonte da análise não poderia ser mais isenta: o website CMO.com, que é editado e suportado pela Adobe, empresa de tecnologia sem conexões com nenhum organização de mídia e que provê soluções e softwares para design, marketing e comunicação. Fundada em 1982 na Califórnia, hoje é uma organização global com receita anual superior a 7,5 bilhões de dólares.

O artigo é assinado por Todd Wasserman, autor e jornalista com mais de 20 anos de experiência, com foco em marketing e tecnologia, ex-editor chefe da Brandweek e contribuinte regular de órgãos como The New York Times e The Hollywood Reporter.

Esse insuspeito analista espantou-se com o fato de que no ano em que a previsão era de que a mídia digital estaria ultrapassando a TV como o meio com maior fatia no bolo publicitário americano os sinais têm sido de que o crescimento da televisão pode ser grande o suficiente para não deixar essa previsão se cumprir.

Um desses fatos foi o investimento das grandes redes de lojas de departamento no período de volta às aulas naquele mercado (julho/setembro), que cresceu 9,3% sobre o mesmo período do ano anterior. Outro fato foi a previsão de um dirigente da Omnicom Media de que a TV tradicional irá crescer 5% este ano, acima da média prevista para o mercado.

Outra informação relevante citada foi uma pesquisa recente feita pela própria Adobe com 1.000 compradores de TV dos EUA, revelando que a maioria dos profissionais de marketing continua classificando a TV como superior aos formatos digitais – incluindo áudio, display, native, OOH, searching e social – na “capacidade de construir uma conexão emocional com as marcas”.

Uma razão para a viabilidade continuada da publicidade na TV é, simplesmente, como o artigo enfatiza, que ela funciona. A WARC, para mencionar outro estudo robusto, descobriu que entre as 100 campanhas globais mais eficazes, uma proporção maior foi liderada pela TV entre 2013 a 2016, acima do que aconteceu nos três anos anteriores. Depois da fase de fascínio com a mídia social, a WARC registrou mais anunciantes retornando à TV para garantir o retorno máximo de seus investimentos.

Um estudo acadêmico mostrou que os consumidores prestam mais atenção à publicidade na TV. Conduzido pela professora Karen Nelson-Field, da Universidade de Adelaide, na Austrália, a investigação usou a técnica de eye-tracking (rastreamento dos olhos) e demonstrou que a TV alcança o dobro da visualização ativa dos vídeos exibidos no YouTube e 15 vezes a visualização ativa do Facebook.

A professora explicou que a taxa de visibilidade é afetada por três fatores: cobertura (a proporção da tela que o comercial cobre); confusão (o que acontece ao redor da mensagem); e própria visibilidade (quanto do comercial está na tela em todos os momentos).

“Há uma razão pela qual a maioria dos anunciantes inicia seu planejamento anual de mídia pelos cálculos das compras antecipadas da TV (que é o padrão americano). A TV ainda detém a maior parte dos dólares aplicados em publicidade e é única em sua capacidade de estabelecer uma conexão emocional com os consumidores ”, conforme avalia um alto executivo da Adobe.

Como pontua o artigo de Wasserman, “os anunciantes mais experientes estão colocando a TV no centro das campanhas ‘omnichannel’, pois se um consumidor vir um comercial na TV, ele também verá a mensagem em seus dispositivos digitais, reforçando seu efeito”.

A conclusão final da análise é que a TV continua no centro das ações da mídia publicitária e que todas as muitas inovações tecnológicas digitais e a expansão da distribuição de sua programação estão tornando a publicidade na TV cada vez mais atraente.


Relacionadas
Correio.play
Carro invadiu pista e bateu de frente com caminhão
Ler Mais
As principais imagens do dia escolhidas pela editoria de fotografia do Correio*. Clique na imagem para ampliar.
Ler Mais
A informação foi dada por uma das melhores amigas da drag, Michelle Visage
Ler Mais
Exigência é pré-requisito da CBF e Conmebol para disputar torneios em 2019
Ler Mais
Rival tricolor não venceu fora de casa na Série A, mas é um mandante acima da média; jogo de ida é quarta, na Fonte
Ler Mais
O chá de bebê foi realizado no último domingo (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/e-obrigacao-do-estado-defender-o-stf-diz-oab-sobre-eduardo-bolsonaro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ed-sheeran-volta-ao-brasil-para-mais-dois-shows-de-sua-turne/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/decano-do-stf-rebate-filho-de-bolsonaro-inconsequente-e-golpista/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-video-eduardo-bolsonaro-diz-que-nunca-defendeu-fechar-stf/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bolsonaro-se-alguem-falou-em-fechar-o-stf-precisa-consultar-psiquiatra/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/desinformacao-deliberada-ha-de-ser-combatida-diz-rosa-weber/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fhc-diz-que-declaracoes-de-filho-de-bolsonaro-cheiram-a-fascismo/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/basta-um-soldado-e-um-cabo-para-fechar-stf-disse-filho-de-bolsonaro/