Após casos de covid-19, colégios voltam a ofertar aulas remotas em Salvador

salvador
13.06.2022, 17:59:00
(Divulgação)

Após casos de covid-19, colégios voltam a ofertar aulas remotas em Salvador

O Colégio Anglo Brasileiro também retomou a obrigatoriedade do uso de máscara

Após a confirmação de casos de contaminação pela covid-19 em alunos do Colégio Anglo Brasilero, em Salvador, a instituição decidiu ofertar aulas em esquema remoto para os estudantes e retomar a obrigatoriedade do uso de máscaras. O Colégio São Paulo, que teve uma testagem em massa nesta segunda-feira (13), também ofertará aulas online para turmas específicas. 

Os alunos do Anglo Brasileiro entrarão em recesso na quarta-feira (15) e até lá a aulas online serão ofertadas para as famílias que assim desejarem. Para o próximo semestre, que está marcado para começar em 11 de julho, ainda não está definido se a modalidade remota irá permanecer. 

“Temos um protocolo de segurança, construído com a ajuda de uma consultoria médica especializada, que descreve ações de prevenção [...] A comissão interna que acompanha os casos de covid-19 irá avaliar, ao longo das férias, quais medidas serão adotadas no próximo semestre”, pontuou a instituição de ensino. 

Nenhum dos dois colégios informou a quantidade de alunos contaminados com a doença e nem quantos são casos suspeitos.

A testagem no Colégio São Paulo foi disponibilizada para todos os alunos que tinham interesse e autorização dos responsáveis. Em nota, a instituição informou que as aulas presencias estão mantidades até a quarta-feira (15), com exceção de algumas turmas remotas, por conta de casos de covid-19. 

O Colégio Portinari também informou que possibilita aulas remotas para os estudantes que estiverem contaminados com a covid-19, durante o período de tempo necessário para assessugar o cuidado e a segurança de alunos e professores.

Na semana passada, o Colégio Antônio Vieira enviou um comunicado à comunidade escolar recomendando o uso de máscaras em suas instalações. A obrigatoriedade, no entanto, só é necessária caso os alunos estejam com sintomas gripais ou tenham tido contato com indivíduos com casos confirmados de covid-19. 

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), informou que segue monitorando a situação epidemiológica em escolas das redes públicas e privadas, com o objetivo de identificar e isolar casos de covid entre a comunidade escolar. A SMS também disse que realiza, desde outubro, testagem em massa em escolas da capital.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas