Após demolição, Escola Municipal do Beiru é entregue à comunidade

salvador
22.11.2017, 14:50:48

Após demolição, Escola Municipal do Beiru é entregue à comunidade

Unidade foi demolida há um ano; alunos estavam em imóvel alugado

Faz um ano que a Escola Municipal de Beiru, em Tancredo Neves, foi demolida e os 678 alunos relocados para um imóvel alugado no mesmo bairro. Entregue pelo prefeito ACM Neto, na manhã desta quarta-feira (22), a unidade volta a funcionar nos três turnos, oferecendo educação infantil - pré-escola, 1º ao 5º ano, além de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Com 798 m², o terreno dispõe, atualmente, de dez salas de aula, área de alimentação, cozinha, depósito de merenda, refeitório, área de serviço e vestiário, além de sanitários exclusivos para os funcionários. O novo equipamento dispõe, ainda, de acessibilidade e dependências administrativas como secretaria, diretoria, sala de professores e reunião.

Para o prefeito, a reinauguração da Escola Municipal de Beiru significa uma vitória para a comunidade. "Quando estive aqui, há um ano, notei a importância que isso tinha para os moradores. Era um lugar que não oferecia o mínimo de condições para uma educação de qualidade. Entregamos hoje uma unidade que não deve nada a qualquer escola privada de Salvador e até do Brasil", afirmou ACM Neto.

A unidade existe há 31 anos e, segundo a diretora, Alexia Pereira, teve o pedido de obra atendido por meio do projeto Ouvindo Nosso Bairro, da prefeitura. "Cheguei aqui há 12 anos, ainda como professora, e quero que todos saibam o sonho que essa inauguração representa para todos nós", afirmou. 

678 se beneficiam com o retorno da unidade (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Centenas de alunos participaram do evento, que contou ainda com a presença do secretário de Educação, Bruno Barral, que lembrou a Semana da Consciência Negra em seu discurso. "Além de ser um dia muito especial para a educação, hoje nós podemos, além disto, lembrar a representatividade, pois, nesta semana, tão importante para o povo negro, inauguramos a escola que leva o nome de um símbolo desta luta", pontuou Bruno, fazendo referência ao negro escravizado Beiru [Gbeiru].

Conforme o prefeito ACM Neto, foram investidos R$ 2,3 milhões em recursos próprios do município. Ele afirmou, ainda, que pelo menos 16 escolas serão inauguradas até o início do período letivo. 

Europa
Durante seu discuso de inauguração, o prefeito citou sua estadia nas cidades de Lisboa, em Portugal, e Madrid, na Espanha, onde foi se encontrar com empresários europeus. "Fui à Europa representar Salvador, estive com investidores europeus. Salvador mudou e eu fui apresentar as transformações que aconteceram e continuam acontecendo na capital. A ideia é atrair investimentos e, com isso, gerar empregos. Que no futuro Salvador seja a cidade das oportunidades", salientou Neto.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas