Após ser banido do Facebook e Twitter, Trump lança sua própria rede social

mundo
04.05.2021, 21:53:55
Atualizado: 04.05.2021, 21:58:17
(Divulgação/Potus)

Após ser banido do Facebook e Twitter, Trump lança sua própria rede social

Plataforma de Trump, 'From the Desk of Donald J. Trump', apresenta vídeos do ex-presidente e declarações

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ex-presidente americano Donald Trump lançou uma nova ferramenta para se comunicar com seus apoiadores, uma vez que teve suas contas banidas de plataformas como como Twitter e Facebook.

Segundo o site especializado em política americana The Hill, a plataforma de Trump, 'From the Desk of Donald J. Trump', apresenta vídeos do ex-presidente e declarações que têm sido enviados por e-mail há várias semanas a seus seguidores.

Apoiadores podem se inscrever para serem notificados quando Trump enviar uma mensagem de seu site, semelhante a funções de outras plataformas de mídia social. A ferramenta permite ainda compartilhamento de mensagens de Trump como no Facebook e no Twitter.

As contas de Trump no Facebook e no Twitter foram suspensas sob a acusação de que ele incitou a violência que levou aos mortais tumultos no Capitólio em 6 de janeiro. Depois de anos tratando a retórica inflamada de Trump com uma leve repreensão, Facebook e Instagram, de propriedade do Facebook, silenciaram suas contas em 7 de janeiro, dizendo na época que ele seria suspenso "pelo menos" até o final de sua presidência, em 20 de janeiro.

Em um pequeno vídeo postado em suas contas de mídia social, Trump exortou seus partidários a "voltarem para casa", enquanto repetia mentiras sobre a integridade da eleição presidencial. A mudança do Facebook veio depois que Trump foi expulso do Twitter, seu site preferido para alcançar seus milhões de seguidores nas redes sociais.

Nesta quarta-feira, 7, o Conselho de Supervisão quase independente do Facebook planeja anunciar sua decisão sobre o veto a Trump no Facebook. Se o conselho votar a favor de Trump, o Facebook tem sete dias para restabelecer sua conta. Se decidir sustentar sua posição, Trump permanecerá "indefinidamente suspenso".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas