Assaí inaugura lojas no Pau da Lima, Guanambi e Camaçari

negócios
27.11.2018, 05:00:00

Assaí inaugura lojas no Pau da Lima, Guanambi e Camaçari

O Assaí Atacadista inaugura hoje mais uma loja em Salvador, esta localizada no bairro de Pau da Lima. Até o final do ano, outras duas unidades serão inauguradas na Bahia, em Guanambi (Sudoeste) e Camaçari (Região Metropolitana de Salvador). As três lojas representam um investimento de cerca de  R$ 142 milhões e pretendem consolidar a marca em um segmento que continuamente apresenta bons resultados, o de autosserviço (também chamado de atacarejo, pois vende em atacado tanto para o consumidor final quanto para pequenos empresários, que compram para revender ou para transformar em produtos que serão revendidos ao consumidor final).

As lojas vão contar com 7 mil itens de marcas nacionais e importadas. A loja do Pau da Lima tem uma estrutura de mais de 5,1 mil m² de área de vendas, 30 caixas e um estacionamento com vagas para mais de 350 veículos. A unidade de Guanambi tem mais de 4,2 mil m² de área de vendas e 26 caixas, além de mais de 440 vagas de estacionamento e será aberta ao público n sexta (30/11). A loja de Camaçari ainda não tem data definida de inauguração, mas a empresa dá como certa a abertura ainda em dezembro. Com estas três inaugurações, a rede passa a contar com 11 lojas na Bahia. Eram 8 em dezembro do ano passado.

Economia – Segundo dados Nielsen - citados pela Assaí -, uma compra realizada em uma loja do setor pode representar uma economia de 15 e 20%, na comparação com um canal de varejo tradicional. Lojas deste setor costumam ter uma política de dois preços, para compras por unidade ou por quantidade. A crise empurrou os consumidores para este tipo de supermercado e mudou as lojas de varejo de alimentos tradicional, que buscaram uma aproximação com o modelo atacarejo, oferecendo preços distintos para a venda unitária e para a compra de três peças do mesmo item. O setor de autosserviço se consolidou ainda mais após muitas empresas aderirem ao uso de cartões de crédito com bandeira própria. O grupo Assaí tem o cartão Passaí, que se diferencia por ofertar a vantagem de pagar o preço de atacado comprando apenas uma unidade de produtos determinados pela companhia. O benefício é considerado inédito e teve grande aceitação, uma vez que já são mais de 500 mil cartões emitidos em todo o Brasil. O Assaí fechou o ano de 2017 com vendas brutas de R$ 20,1 bilhões, expansão de 28% na comparação com o ano anterior. No primeiro semestre de 2018, a rede já cresceu 24%, mantendo o ritmo, e repetiu o desempenho no terceiro trimestre, com um avanço de 25,5%.
 
 
 
Aeroporto tem nova ETE

As obras de modernização do Aeroporto de Salvador continuam avançando e no mês passado foi dado o primeiro passo para a utilização de um sistema de reutilização de água com a inauguração de uma nova Estação de Tratamento de Efluente (ETE), um investimento de R$ 4 milhões.  Modular e compacta, a nova ETE tem eficiência de 99% na redução da Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO). Quanto menor a DBO, menor é o impacto do efluente no meio ambiente e maior será a quantidade de oxigênio dissolvido na água. Desta forma, os seres vivos que ali habitam, como peixes, continuam a viver como em condições naturais. O aeroporto já dispunha de uma ETE, com eficiência superior a 60%. Ainda assim, a Vinci, concessionária que opera o terminal desde janeiro, preferiu construir uma nova motivada pelo seu compromisso com bons indicadores de sustentabilidade. O novo equipamento opera através de um sistema totalmente automatizado de Membranas de Ultrafiltração MBR (Membrane Bio Reactor), integradas ao sistema de digestão de matéria orgânica por Lodos Ativados de Aeração Prolongada. Uma das vantagens desta tecnologia é a baixa geração de lodo em comparação com métodos convencionais de tratamento de esgoto. Assim, o tratamento dos efluentes gerados no Aeroporto é composto pelas etapas de separação de sólidos grosseiros, retenção de óleos e gordura, retenção de sólidos finos, controle de PH, remoção de nitrogênio e fósforo. Ao final, os reatores retiram a matéria orgânica e nitrogenada, como bactérias e outros micro-organismos.
 
Ambev busca parceiros em Camaçari

Também acontece hoje a Feira de Fornecedores da Cervejaria Ambev, em Camaçari. A empresa realiza o evento para identificar pequenos e médios fornecedores locais e contribuir assim para o desenvolvimento da economia local. A Ambev tem uma unidade fabril no município da Região Metropolitana e procura empresas de diferentes perfis, tamanhos e segmentos, incluindo micro e pequenos empreendedores, embora o foco maior seja para as categorias de Facilities, Manutenção Industrial, Materiais de Construção, Ferragens e Ferramentas, Filtros, Equipamentos de Trabalho e Segurança, Comunicação  Visual, Rolamentos, Vedação, Válvulas e Acessórios, Materiais Elétricos, Correias e Cilindros. Nas feiras semelhantes realizadas em outros estados, cerca de 550 novas empresas, de diferentes perfis, entraram para a base de fornecedores da Ambev.
 
 FIQUE POR DENTRO

Heineken - Após fechar, em 2016, uma fábrica em Feira de Santana, a Heineken inaugura nessa sexta (30/11) a produção da cerveja em uma unidade instalada em Alagoinhas. A unidade já contar com um amplo portfólio de produtos e passa a contar agora com a produção da cerveja Heineken. A unidade na região está entre as iniciativas da companhia de modernização de suas cervejarias. Com a inauguração, o grupo visa atender às demandas do mercado consumidor em todo o país e aumentar a capacidade de atendimento da marca e estabelecer raízes Estado da Bahia.

Lentes personalizadas e rápidas - Inaugurada há um ano no Salvador Shopping, a Oculum recentemente completou um investimento de R$ 200 para agilizar entrega de produtos que vende aos seus clientes. São duas máquinas que já estão operando. A primeira delas é a máquina de corte Facetadora, importada da França. Com ela, a ótica recebe a lente bruta do fornecedor e corta no tamanho adequado para a armação escolhida pelo cliente. A outra aquisição foi o Visio Office 2, um equipamento digital que faz as leituras fisiológicas e comportamentais de cada cliente, personalizando cada vez mais as lentes de acordo com a necessidade de cada cliente, já que com este equipamento as medidas são extremamente precisas. A Oculum é uma empresa originada em Recife (PE) e a unidade do Salvador Shopping é a primeira da franquia na Bahia.

Telefonia - A Oi investiu mais de R$ 245 milhões na Bahia de janeiro a setembro de 2018, o que representa um crescimento de 46% em comparação ao mesmo período do ano passado. A operadora implantou no Estado 185 novos sites de telefonia móvel e 718 ampliações ou modernizações foram realizadas no mesmo período. Além disso, 12.789 novas portas para o serviço de banda larga fixa foram implantadas. A Oi oferece cobertura 4G em 99 cidades da Bahia. A companhia também vem investindo na expansão da sua rede de fibra optica e, no mês de setembro, lançou a sua oferta de internet de altíssima velocidade em Salvador. Atualmente, 25 cidades contam com o serviço Oi Fibra da Oi, que oferece internet de até 200 Mega, e poderá ser agregado ao Oi Total, produto convergente da companhia, que contempla ainda os serviços de  TV por internet (IPTV), Voz por internet em alta definição (VoIP) e telefonia móvel.

Troca de chip - A Caravana 4G da TIM estará, de 26 e 27 de novembro, em Salvador e Camaçari no dia 28, promovendo a troca de chip gratuita do 3G por 4G. Em Salvador, a ação acontecerá no bairro de Cajazeiras, das 9h às 17h, no Largo da Feirinha. Já em Camaçari, a caravana estará na Praça Montenegro, no Centro da Cidade, das 9h às 17h. O objetivo da ação é permitir que os clientes, que ainda não trocaram seus chips, sejam beneficiados e usufruam de uma tecnologia de alta performance, que proporciona a velocidade de navegação na internet até cinco vezes mais rápida do que na rede 3G.  O  TIMchip4G  permite compartilhar fotos e vídeos nas redes sociais e navegar nos  aplicativos  com muito mais velocidade! Mas vale ressaltar que, além do TIMchip4G, é preciso ter um aparelho configurado para a rede 4G.


Transformação digital – Por falar em TIM, a operadora e a IBM, acabam de assinar uma nova parceria. O contrato de cinco anos celebrado pelas duas companhias prevê transformações nos processos de testes dos softwares desenvolvidos, incluindo o lançamento de ofertas para todos os segmentos, através do uso de plataforma cognitiva, analytics e alto nível de automatização. O objetivo da TIM com este acordo é ganhar mais agilidade e qualidade nos seus processos e otimizar a gestão interna e de clientes, dando mais um passo no compromisso com a transformação digital da operadora. 

Portos - A Associação de Usuários dos Portos da Bahia - Usuport realiza na quinta-feira (29), a partir das 14h30, no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), o 14º EAU – Encontro Anual de Usuários. A Competitividade Logística dos Setores Produtivos será o tema desta edição, apresentado por especialistas da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Confederação da Agricultura (CNA). Também serão analisados os resultados de 2018, avaliadas as perspectivas do setor para 2019 e lançada a nova Agenda Mínima da Bahia 2019-2022 para a Infraestrutura de Transporte de Cargas. O evento tem como objetivo debater e apresentar propostas para a modernização da infraestrutura logística e portuária, para um público formado por exportadores e importadores, transportadores, operadores, instituições governamentais, acadêmicos, entre outros. 


Santander -  Os típicos descontos do final de novembro não se restringem à compra vantajosa de produtos e serviços. A "Black Week" chega também ao setor imobiliário com o 1º Feirão Digital de Imóveis do Banco Santander. São mais de 30 unidades com desconto de até 30% na Bahia. As propriedades estão disponíveis por meio de leilões online em todo o país, entre os dias 26 e 30 de novembro. A unidade com maior desconto é um apartamento em Salvador com área útil de 110,60 m², duas vagas de garagem e lance inicial de 426 mil (30% de desconto). Todas as propriedades que vão a leilão estão no link https://santander.resale.com.br/
 
Riscos da inovação - Os resultados do estudo  Risk in Review, realizado pela PwC com 1,5 mil altos executivos, mostram que, atualmente, 60% dos líderes já implementam novas tecnologias para aprimorar os produtos existentes ou a experiência dos clientes. A expectativa é que esse número cresça 26% nos próximos três anos, chegando à marca de 86% em 2020. O desejo de usar novas tecnologias para o desenvolvimento de novos produtos ou atração de clientes deve chegar até 80% nos próximos três anos, contra 53% do panorama atual. Os executivos acreditam que essas práticas inovadoras possuem um risco ligado à execução de suas atividades. Por isso, 75% deles acreditam que existem ameaças à segurança cibernética ou à privacidade. 53% dos profissionais também apontaram que a adoção de novas tecnologias tem risco operacional, enquanto que o desenvolvimento de novos produtos tem o risco regulatório ou de compliance para 61% dos executivos.
 
 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas