Atirador seminu mata 4 nos EUA; ele já tentou invadir a Casa Branca

mundo
22.04.2018, 23:20:00

Atirador seminu mata 4 nos EUA; ele já tentou invadir a Casa Branca

Cliente de restaurante desarmou criminoso e é tratado como herói

Restaurante onde Travis Reinking entrou atirando (Foto: Reprodução)

O americano Travis Reinking, 29 anos, abriu fogo em um restaurante em Nashville, no estado do Tennessee, nos Estados Unidos, neste domingo (22), deixando quatro mortos. Ele vestia apenas uma camiseta no momento do ataque.

Segundo as autoridades locais, no ano passado, ele entrou em uma área restrita próxima à Casa Branca e acabou detido.

O departamento de polícia da Nashville, Reinking teve a permissão para portar armas revogada pelo FBI quando ele tentou invadir a residência oficial do presidente norte-americano.

Na ocasião, foram apreendidas também quatro armas, incluindo o rifle AK-15 que teria sido utilizado neste domingo.

A polícia disse que as quatro armas apreendidas foram entregues ao pai do atirador, que está foragido.

Herói
Outras duas pessoas ficaram feridas no ataque, que poderia ter deixado outras vítimas fatais, não fosse a atitude de um dos clientes do restaurante.

James Shaw Jr., 29, tem sido tratado como herói por ter evitado que o tiroteio fosse ainda mais trágico. Ele foi o responsável por desarmar o criminoso, no momento em que Travis parou de disparar e se distraiu olhando para a arma. James, então, começou a lutar com o atirador e conseguiu desarmá-lo. Na briga, Shaw Jr. tomou um tiro de raspão no cotovelo e queimou a mão direita por agarrar o cano da arma.

Desarmado, o atirador escapou. “Todos disseram isso (de ser um herói), mas parece uma sensação egoísta", afirmou Shaw Jr ao jornal Tennessean. "Eu estava apenas tentando sair (do restaurante). Eu vi a oportunidade. (...) "Eu não quero que as pessoas pensem que eu sou o Exterminador do Futuro, o Super-Homem ou alguém desse tipo", completou.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas