Atlético sai na frente, mas acaba goleado pelo Fortaleza

ba-vi
22.03.2022, 23:42:50
Moisés supera marcação de Jerry durante jogo no Castelão (Davi Rocha/Estadão Conteúdo)

Atlético sai na frente, mas acaba goleado pelo Fortaleza

Carcará sucumbiu ao melhor futebol dos cearenses, levou 5x1 e se despediu da Copa do Nordeste

O Carcará foi valente, até saiu na frente, mas a qualidade técnica do Fortaleza, um dos representantes brasileiros na Libertadores, se sobressaiu. Nesta terça-feira (22), na capital cearense, pelas quartas de final da Copa do Nordeste, o Atlético de Alagoinhas acabou goleado por 5x1 e se despediu da competição. 

O primeiro tempo começou alucinante, graças ao Carcará. Com menos de dois minutos, Após cobrança de escanteio, Cesinha bateu de canhota, a bola desviou em Marcelo Benevenuto e morreu no fundo na meta de Max Walef.

O Fortaleza pouco sentiu o gol. Começou a empilhar chances de gol, mas também deixava suas brechas. Aos 5, Moisés bateu, Fábio Lima defendeu e, na volta, Lucas Lima bateu em cima da defesa atleticana. A pressão só aumentava e, aos 13, Lucas Lima cruzou da esquerda, Robson pegou bonito, mas a bola passou por cima. 

Novamente na bola parada, o Carcará quase bica o segundo. Após cobrança de escanteio, dessa vez pela direita, Jerry cabeceou e Pikachu salvou em cima da linha, com Max Walef batido. Na sobra, Thiaguinho mandou com curva e o arqueiro cearense fez bonita ponte.

Daí pra frente, foi só Leão. Aos 19, Iran travou Pikachu já dentro da área. Cinco minutos depois, Renato Kayzer mandou por cima. Aos 29, não teve jeito. Lucas Lima cruzou da esquerda, Pikachu ajeitou e Kayzer mandou sem chances para Fábio Lima: 1x1.

O time cearense seguiu martelando. Iran salvou chute de Kayzer em cima da linha. Robson mandou mais uma tirando tinta da trave. Aos 41, uma blitz. Robson chutou, Fábio Lima defendeu. Na sobra, Moisés acertou a trave. Novo rebote, e Lucas Lima chutou para nova intervenção do goleiro do Carcará.

No finalzinho, foi a vez de Max Walef salvar. Em falta próxima à meia-lua, Dionísio bateu com categoria e o arqueiro do Leão foi buscar no ângulo para salvar o time do segundo gol visitante. Ufa, que primeira etapa!

Com as rédeas
Era difícil o ritmo seguir no retorno dos vestiários. De fato, a correria foi menor, com o Atlético um pouco mais precavido, mas o Fortaleza seguiu nas rédeas da partida. 

No entanto, a primeira chance, novamente, foi do Carcará. Dionísio arrancou sozinho pela direita, com Jerry livre pelo meio, mas Tinga conseguiu chegar a tempo e travar o cruzamento do volante baiano.

Na chance que teve, o Leão do Pici não desperdiçou. Aos 7, cruzamento da direita, Fábio Lima espalmou nos pés de Moisés, que mandou para o gol vazio. Na sequência, Robson perdeu um gol inacreditável, sem goleiro e sem zagueiro para salvar. Não fez falta. Aos 13, Tinga cruzou rasteiro da direita e Kayzer só empurrou para fazer 3x1 para o Fortaleza. 

Agnaldo Liz mudou três de vez, mas o Atlético seguia com dificuldades para finalizar. Pikachu poderia ter ampliado para os donos da casa, mas Fábio Lima saiu bem para fechar o ângulo. 

O Carcará quase diminui com Emerson, mas o Fortaleza que marcou. Aos 35, Tinga entrou pela direita e cruzou para Silvio Romero transformar em goleada. Romarinho ainda parou em Fábio Lima duas vezes na sequência e uma vez na trave. Nos descontos, Hércules deu números finais ao jogo, pegando rebote de Fábio Lima.

No outro jogo das quartas dessa terça-feira, o Sport venceu o CSA, em Alagoas, nos pênaltis por 4x1, após um 0x0 no tempo normal. As quartas de final da Copa do Nordeste seguem na quarta-feira (23) com Botafago-PB x Náutico e, na quinta (24), com Ceará x CRB. 

Fortaleza 5x1 Atlético-BA

Fortaleza:  Max Walef, Tinga, Marcelo Benevenuto (Ceballos), Titi e Pikachu; Matheus Jussa, Ronald (Hércules) e Lucas Lima (Felipe); Robson (Romarinho), Renato Kayzer (Silvio Romero) e Moisés. Técnico: Juan Pablo Vojvoda
Atlético:  Fábio Lima, Edson (Paulinho), Bremer, Iran e Matheus Leal (Ceatano); Lucas Alisson (Emerson), Dionísio e Miller; Cesinha (Sobral), Thiaguinho e Jerry, Técnico: Agnaldo Liz
Estádio:  Castelão, em Fortaleza
Gols:  Cesinha, aos 2, e Renato Kayzer, aos 29 do 1º tempo; Moisés, aos 7, Renato Kayzer, aos 13, Silvio Romero, aos 35, e Hércules aos 47 do 2º
Cartão amarelo:  Ronaldo, Marcelo Benevenuto; Lucas Alisson, Dionísio  
Árbitro:  Fábio Augusto Junior, auxiliado por Ailton da Silva e José Denis  Lima (trio de Sergipe)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas