Avião que transportava vacina na Bahia sofre acidente ao bater em jumento

coronavírus
03.03.2021, 11:42:56
Atualizado: 03.03.2021, 15:13:36
(Foto: Divulgação/Sesab)

Avião que transportava vacina na Bahia sofre acidente ao bater em jumento

Acidente ocorreu em Ibotirama; Sesab diz que carga não foi avariada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um avião da Casa Militar do Governador da Bahia, utilizado para o transporte de doses da vacina para a covid-19, sofreu um acidente na cidade de Ibotirama, oeste da Bahia, na manhã desta quarta-feira (3), segundo informações da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). A aeronave se chocou com um jumento que estava na pista, junto com outro animal da mesma espécie, durante o pouso.

A carga não sofreu avarias, embora a aeronave, modelo King Air, tenha saído da pista e ido parar na área de mata ao lado do aeródromo. O piloto não sofreu ferimentos. 

Já o jumento atingido pelo avião ficou com cortes profundos na perna traseira direita e não há mais detalhes sobre o estado de saúde do animal. O outro não foi atingido.

Foto: Reprodução/TV Bahia

Uma outra aeronave foi mandada para o local para dar seguimento à distribuição das doses.

Novo lote
Mais 165.600 doses da vacina Coronavac chegaram à Bahia na madrugada desta quarta-feira (3). O lote recebido foi produzido pelo Instituto Butantan, em São Paulo. Esta é a sexta remessa de vacinas que a Bahia recebe. Com a carga desta quarta-feira (3), o estado totaliza 1.111.200 doses recebidas, entre Coronavac e Oxford, desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa. 

O Grupamento Aéreo da Policia Militar, após a organização das doses feita pela equipe da coordenação de imunização do estado, já começou a fazer a distribuição das vacinas para as centrais regionais no interior da Bahia, de onde serão encaminhadas para os municípios. A nova remessa dará possibilidade de continuidade à primeira fase do plano de vacinação, que inclui idosos e trabalhadores de saúde. 

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), 42 cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS) e do interior receberão 88.130 doses do imunizante. Cinco aviões e quatro helicópteros foram empregados. A previsão de entrega da última carga é às 13h, em um município da região Sudoeste da Bahia.

"Somos o estado que tem atuado com mais celeridade nas distribuições dos imunizantes. A determinação do governador é que as vacinas cheguem o mais rápido possível, otimizando as aplicações e salvando vidas", destacou o coronel Carvalho da CMG, coordenador da Operação do Transporte Aéreo de Vacinas.

Com 470.783 vacinados contra o coronavírus (covid-19), dos quais 124.470 receberam também a segunda dose, até as 15h desta terça, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas