Bahia bate o Nacional e abre boa vantagem na Copa Sul-Americana

e.c. bahia
12.02.2020, 23:19:00
Atualizado: 13.02.2020, 00:16:37
Gilberto abriu o caminho para a vitória do Bahia sobre o Nacional-PAR, na Fonte Nova (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia bate o Nacional e abre boa vantagem na Copa Sul-Americana

Tricolor fez 3x0 nos paraguaios e jogará com vantagem no Paraguai

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Bahia deu um chute certeiro na crise. Nesta quarta-feira (12), o tricolor conseguiu se recuperar bem após os resultados negativos contra River e Vitória e venceu o Nacional-PAR por 3x0, na Fonte Nova, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. 

Gilberto, Gregore e Élber marcaram os gols que garantiram o triunfo do Esquadrão e construíram uma boa vantagem para o jogo da volta, que será no dia 26 de fevereiro, no estádio Luís Alfonso Giagni, na cidade de Villa Elisa, na região metropolitana de Assunção. 

O Bahia pode perder por até dois gols de diferença no jogo de volta para ficar com a vaga na segunda fase. 

VEJA OS GOLS DO BAHIA CONTRA O NACIONAL
 
O jogo
Em momento delicado na temporada,  Roger decidiu preservar o goleiro Douglas, que vive má fase, e começou a partida com Anderson. Na linha, a novidade foi o atacante Rossi, que ganhou a vaga do meia Daniel. Na teoria, uma equipe mais ofensivo, com quatro atacantes. 

Quando a bola rolou, o que se viu foi um time mais organizado ofensivamente, variando as jogadas pelos lados do campo, porém com dificuldade para penetrar na área paraguaia. 

O Nacional chegou a assustar logo nos primeiros minutos depois que Franco fez fila na defesa do Bahia e, cara a cara com o gol, viu Anderson crescer e salvar o time baiano. Apesar do susto, o adversário ficou só nisso. 

Já o tricolor insistia nas jogadas pelas pontas, mas acabava pecando na hora do passe final. Aos 30 minutos, João Pedro fez a jogada e cruzou para Élber. Na marca do pênalti e sem marcação, o camisa 7 chutou em cima da marcação. 

Só aos 39 minutos da primeira etapa o Bahia conseguiu tirar o grito de gol da garganta do torcedor. Flávio tabelou de letra com Rossi, o atacante invadiu a área em velocidade e cruzou rasteiro para Gilberto tocar para o fundo das redes e colocar o Esquadrão em vantagem.

O gol empolgou a equipe e não demorou para o segundo sair. Aos 41, Gregore pegou um rebote de fora da área e acertou um lindo chute, sem chance de defesa para o goleiro Espínola. Foi o primeiro gol do volante com a camisa tricolor. 

Mesmo com a boa vantagem no placar, o Bahia seguiu pressionando no ataque na etapa final. Com apenas quatro minutos, Clayson lançou, Gilberto chutou, Espínola deu o rebote e Élber completou para o fundo das redes, marcando 3x0 no placar .

A vantagem deixou o time ainda mais confortável na partida. Mesmo mais relaxado, o tricolor teve chance de ampliar a goleada. Em uma delas, Arthur Caíke saiu de cara com o goleiro, tentou o drible e perdeu a disputa. Já o chute de Juninho Capixaba parou na trave, mas a arbitragem já havia flagrado o impedimento. 

Praticamente sem ser ameaçado pelo Nacional, o tricolor segurou o resultado e vai levar grande vantagem para o jogo da volta, no Paraguai. 

Ficha técnica
Bahia 3x0 Nacional-PAR - Copa Sul-Americana
Estádio: Fonte Nova  (Salvador)

Bahia:  Anderson, João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore e Flávio; Rossi (Jádson), Élber, Clayson (Arthur Caíke) e Gilberto (Fernandão) Técnico: Roger Machado

Nacional: Espínola, Juan Franco, Garay, Cabral e Farid Díaz (Duré); Riveros, Zaracho, Alexis González (Villagra) e Danilo Santacruz (Benítez); Franco Costa e Beltrán. Técnico:  Roberto Torres

Gols : Gilberto, aos 39, Gregore, aos 41 minutos do 1º tempo; Élber, aos 4 do 2º
Cartão amarelo:  Garay (Nacional)
Público: 15.645 pagantes 
Renda: R$165.430,50
Árbitro:  Roberto Tobar, auxiliado por Cláudio Rios e Alejandro Molina (Trio do Chile)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas