Bahia leva gol da Chape no início e perde a primeira como mandante na Série B

e.c. bahia
14.06.2022, 21:00:00
Zagueiro Luiz Otávio deixa o campo lamentando após a derrota (Foto: Paula Fróes/ CORREIO)

Bahia leva gol da Chape no início e perde a primeira como mandante na Série B

Derrota impediu o Esquadrão de chegar à liderança do Brasileirão

Depois de seis rodadas de invencibilidade, o Bahia  conheceu a sua primeira derrota em casa na Série B. Na noite desta terça-feira (14), o tricolor até pressionou a Chapecoense, mas levou o gol com apenas dois minutos do primeiro tempo, não conseguiu furar a retranca rival e foi derrotado por 1x0. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Chrystian. 

O resultado impediu o Esquadrão de chegar à liderança do Brasileiro. Com 25 pontos, o tricolor está na segunda colocação. O time pode ser ultrapassado pelo Vasco, que tem 24, no complemento da rodada. Os cariocas visitam o Londrina no sábado. 

O Bahia agora dá uma pausa no campeonato. O compromisso será pela Copa do Brasil, contra o Athletico-PR, na próxima quarta-feira (22), novamente na Fonte Nova.

VACILO NO INÍCIO
Em busca de mais um triunfo em casa, o técnico Guto Ferreira promoveu duas mudanças em relação ao time que venceu o Operário por 1x0, na rodada passada. Patrick voltou a ser titular no lugar de Emerson Santos. No ataque, Davó ficou com a vaga de Raí. 

A partida na Fonte começou frenética. Com apenas dois minutos, o atacante Chrystian aproveitou o cruzamento do lado esquerdo da defesa do Bahia e usou a cabeça para abrir o placar para os visitantes.  

Apesar de sofrer o gol logo no início, o tricolor não se abateu e partiu para o ataque. Ainda no começo, o atacante Perotti fez falta dura em Ignácio e recebeu o cartão amarelo. Após consulta ao VAR, o árbitro mudou a decisão e expulsou o jogador da Chape, deixando o tricolor com um homem a mais aos 8 minutos. 

A vantagem numérica fez o Bahia reforçar a sua estratégia. Com linhas altas, pressionava a defesa adversária e apostava em triangulações para criar chances claras. Aos 17, Rodallega descolou bom passe para Rildo. O atacante tentou tirar do goleiro, mas a bola foi para fora. 

Enquanto isso, a Chapecoense tentava encaixar o contra-ataque. Na primeira etapa, o time catarinense amarrou a partida como pôde, com jogadores se atirando ao chão e retardando o reinício das jogadas. 

O empate quase saiu aos 40 minutos. No cruzamento de Borel, Rodallega mandou de cabeça. A bola passou pelo goleiro Vagner e explodiu na trave. No complemento da jogada, Djalma arriscou chute forte, só que não acertou o alvo.

PRESSÃO
Em busca da virada, o Bahia voltou do intervalo com três mudanças. Rezende, Luiz Henrique e Jacaré foram para o jogo nas vagas de Ignácio, Djalma e Lucas Mugni, respectivamente. Com isso, o volante Patrick foi deslocado para formar a zaga com Luiz Otávio. 

O panorama da partida seguiu o mesmo do primeiro tempo, com o Esquadrão apertando no campo ofensivo. Aos 8, Rezende testou firme após o escanteio e acertou o travessão. Depois, foi a vez de Jacaré soltar a bomba. Vagner salvou. 

O time seguiu em cima. Aos 15, Jacaré foi lançado, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro. O árbitro chegou a marcar falta e expulsar o jogador alviverde, porém o impedimento do atacante foi marcado corretamente. 

Para piorar a situação, a partir dos 20 minutos Bahia e Chapecoense ficaram com o mesmo número de jogadores em campo. Patrick fez falta, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O duelo então ganhou mais de equilíbrio, contudo o tricolor estava presente no ataque. Faltava mesmo acertar o pé. 

Na jogada individual, Rildo limpou o zagueiro Frazan e tocou de biquinho. Vagner fez grande defesa e evitou o gol.  O desespero do tricolor era tão grande que, nos minutos finais, até o goleiro Danilo Fernandes estava cobrando lateral no campo de defesa. 

O tempo foi passando, a equipe não acertou o alvo e nem mesmo os cinco minutos de acréscimos no final da partida foram suficientes para impedir a primeira derrota do Esquadrão como mandante na Série B.

FICHA TÉCNICA 

Bahia 0x1 Chapecoense - Série B do Brasileirão (13ª rodada)

Bahia: Danilo Fernandes, Douglas Borel (Raí), Ignácio (Rezende), Luiz Otávio e Djalma (Luiz Henrique); Patrick, Mugni (Jacaré) e Daniel; Rildo, Rodallega e Davó (Gabriel Xavier). Técnico: Guto Ferreira. 

Chapecoense: Vagner, Pablo, Léo, Victor Ramos e Fernando; Marcelo Freitas (Betinho), Pablo Oliveira (Guilherme Rend) e Tiago Real (Éderson); Chrystian (Frazan), Perotti e Derek (Kevin). Técnico: Gilson Kleina. 

Local: Fonte Nova
Gol: Chrystian, aos 2 minutos do 1º tempo
Cartão amarelo: Daniel (Bahia); Pablo, Vagner, Chrystian,  Gilson Kleina (Chapecoense)
Cartão vermelho: Perotti (Chapecoense); Patrick (Bahia)
Público: 25.992 pagantes
Renda:  R$ 572.780,00
Arbitragem: Douglas Marques das Flores, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Luiz Alberto Andrini Nogueira (trio de São Paulo)
VAR: Wagner Reway (PB)

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas