Bahia recebe 159 novos respiradores para equipar hospitais que tratam covid-19

coronavírus
20.05.2020, 19:12:00
Atualizado: 20.05.2020, 19:28:01
(Fernando Vivas/ GOVBA)

Bahia recebe 159 novos respiradores para equipar hospitais que tratam covid-19

Novas cargas estão previstas para chegar ainda esta semana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Bahia recebeu 159 novos respiradores mecânicos na noite desta quarta-feira (20). Os equipamentos, que serão utilizados para o tratamento de pacientes infectados com a covid-19, serão distribuídos para unidades de saúde de Salvador e cidades do interior, ainda não especificadas.

Este é o primeiro lote de respiradores que a Bahia recebe. Os aparelhos foram desembarcados no terminal de cargas da empresa Latam, em Salvador, e levados para um depósito, onde passarão por um processo de esterilização. O governador Rui Costa acompanhou a chegada do material presencialmente.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas, os respiradores são de origem brasileira e foram comprados de uma empresa do Rio Grande do Sul. “Esses equipamentos serão distribuídos para todas as unidades da capital e interior do estado. Os respiradores foram fabricados no Brasil e têm capacidade para ventilar todos os pacientes de coronavírus, incluindo adultos, crianças e recém-nascidos, e também serve para transportar pacientes de uma unidade hospitalar para outra”. 

Até o momento, segundo afirma o titular da pasta, a Bahia investiu mais de R$ 3,5  milhões na aquisição dos respiradores. “As partes móveis destes equipamentos serão esterilizadas e distribuídas já nesta quinta para as unidades de saúde. A nossa previsão é que à noite já estejam em funcionamento", disse. 

A Bahia ainda espera a chegada de mais 110 respiradores comprados na China, parte paga pelo Governo do Estado e parte paga pela Federação das Indústrias, e também uma carga de equipamentos adquiridos de uma empresa da Inglaterra - não foi especificada a quantidade.

A Bahia também receberá, até o dia 10 de junho, 200 monitores. O equipamento é utilizado junto com o respirador e serve para monitorar os sinais vitais dos pacientes, como saturação de oxigênio e frequência cardíaca.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas