Bahia recebe o Jacuipense em jogo que vale a liderança do Baianão

e.c. bahia
02.02.2020, 05:00:00
Meia Arthur Rezende é titular no time do Bahia (Felipe Oliveira/EC Bahia )

Bahia recebe o Jacuipense em jogo que vale a liderança do Baianão

Duelo acontece neste domingo (2), às 16h, em Pituaçu

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O estádio de Pituaçu vai ser palco da disputa pela liderança do Campeonato Baiano. Neste domingo (2), às 16h, o líder Bahia recebe o Jacuipense, vice-líder, em jogo válido pela quarta rodada do estadual. 

Os times estão invictos no Baianão e, para o técnico Dado Cavalcanti, entre os times do interior, a Jacuipense se apresenta como o maior desafio para o Esquadrão. 

“A equipe da Jacuipense tem uma proposta um pouco diferente das demais do interior. É equipe que marca por zona, que tem muitos balanços laterais, que fazem compensações de marcação. E uma equipe que se propõe a jogar. Então acredito, sim, que vai ser um jogo dos mais difíceis do campeonato”, analisou o técnico tricolor. 

De olho nas dificuldades que o Jacuipense deve impor ao tricolor, Dado Cavalcanti optou pelo mistério e não revelou quem vai ser o camisa 9 do Bahia no confronto. 

Herói do Esquadrão ao marcar o gol que deu a vitória sobre o Bahia de Feira aos 49 minutos do segundo tempo, o atacante Caíque disputa a posição com Saldanha, titular nos três primeiros jogos. 

“A opção pelo atleta, seja Saldanha ou Caíque, não vai se dar, não vai acontecer apenas por um gol. Existe um contexto por trás. Eu já tinha falado isso antes. Eu considero que são dois jogadores com características diferentes. Saldanha é um jogador que sai mais da área, que tem um pouco mais de versatilidade. É um jogador que participa muito mais. E o Caíque é um centroavante mais dentro da área, muito mais finalizador, é o cara da última bola”, explicou Dado.

Quem está confirmado na equipe é o goleiro Fernando. Ele volta a ser titular depois de ficar no banco em jogo do elenco principal pela Copa do Nordeste. Com isso, Matheus Claus ficará como opção no banco de reservas. 

Além da disputa pelo primeiro lugar, a partida em Pituaçu marcará o reencontro de velhos conhecidos.  Agora no Jacuipense, os meias Rafael Bastos e Danilo Rios foram formados na base do Bahia e subiram juntos para o profissional. Outra cria tricolor é o lateral direito Railan. 

Nas redes sociais, Rafael Bastos afirmou que não vai comemorar caso marque gol. “Será uma mistura de sentimentos, quem me conhece sabe do meu carinho e gratidão com nosso Baheaaaaaa!!!”, escreveu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas