Bahia recebe o Liverpool-URU em estreia na Copa Sul-Americana

e.c. bahia
07.02.2019, 05:00:00
Atualizado: 07.02.2019, 10:41:27
Artilheiro do Bahia na temporada, Gilberto é a esperança de gols do tricolor na partida de hoje (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia recebe o Liverpool-URU em estreia na Copa Sul-Americana

Tricolor volta a entrar em campo menos de 24 horas depois de atuar pelo Campeonato Baiano

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Menos de 24 horas depois de entrar em campo pelo Baianão, o Bahia volta aos gramados por um novo compromisso. Nesta quinta-feira (7), o tricolor recebe o Liverpool do Uruguai, às 18h15, na Fonte Nova, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana.

No Fazendão, a competição é tratada como prioridade. No ano passado, o Esquadrão foi eliminado nas quartas de final pelo Athletico-PR  em duelos cheios de polêmica por conta de erros de arbitragem. O time paranaense acabou conquistando o título da competição. Por isso, nada de time B nem alternativo. O Bahia vai com força máxima para o duelo. A única dúvida é o zagueiro Lucas Fonseca, que machucou a coxa durante o Ba-Vi. Se ele não jogar, Ernando fará dupla com Jackson.

Quem está garantido na equipe é o atacante Gilberto, artilheiro do Bahia na temporada com seis gols em quatro jogos. “Estou motivado para ajudar meus companheiros. Quando colocava metas não conseguia chegar. Não tenho metas. Estou jogando jogo a jogo e Deus está me abençoando”, afirma o camisa 9 tricolor.

Gilberto, inclusive, já sentiu o gosto de marcar na Sul-Americana. No ano passado, ele anotou um dos gols do triunfo por 2x0 sobre o também uruguaio Cerro, em Pituaçu, pela segunda fase.

O jogo de volta contra o Liverpool está marcado para o dia 21, uma quarta-feira, no estádio Luis Franzini, em Montevidéu. Gol fora de casa é critério de desempate.

A provável escalação do Bahia tem Douglas; Nino Paraíba, Jackson, Lucas Fonseca (Ernando) e Moisés; Gregore e Flávio; Artur, Guilherme e Rogério; Gilberto.

O regulamento
O formato da Sul-Americana 2019 segue o mesmo das últimas edições, no esquema mata-mata, com jogos de ida e volta. Após a primeira fase, um novo sorteio definirá os confrontos da segunda.

Nesse momento, os 22 classificados da primeira fase se juntarão a dez times eliminados da Copa Libertadores da América. A partir daí haverá mais quatro fases antes da decisão. Ao todo, seis fases.

A grande novidade este ano fica por conta da final. Antes disputada em dois jogos, o campeão será conhecido em partida única, em campo neutro. O mesmo acontecerá na Copa Libertadores.

O local escolhido pela Conmebol para sediar a primeira final única da Sul-Americana foi o Estádio Nacional de Lima, capital do Peru, no dia 9 de novembro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas