Bahia receberá 396 mil doses da vacina contra covid-19 nesta sexta (16)

bahia
15.04.2021, 14:04:50
Atualizado: 15.04.2021, 14:52:27
(Divulgação/Sesab)

Bahia receberá 396 mil doses da vacina contra covid-19 nesta sexta (16)

São 157 mil doses da Coronavac e 239 mil doses da vacina de Oxford/Astrazeneca

A Bahia receberá 396 mil novas doses da vacina contra a covid-19 nesta sexta-feira (16). Serão 157 mil doses da Coronavac e 239 mil doses da vacina de Oxford/Astrazeneca.

A informação foi confirmada pela reportagem com o Ministério da Saúde (MS). Nesta semana, são 6,3 milhões de doses que o órgão entrega para os estados e municípios brasileiros, divididos proporcionalmente. 

O secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, havia informado que 500 mil doses chegariam nesta quinta-feira (15) à Bahia, o que não ocorreu. Ao CORREIO, o MS disse que nunca havia dito que esse quantitativo seria enviado ou que seria nesta data. A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) explicou que o secretário usou uma estimativa, com base no quantitativo populacional da Bahia, de 8% em relação ao total do Brasil.

O Ministério ainda ajusta o horário dos voos que carregarão as vacinas e informará os detalhes no final da tarde. 

Em coletiva virtual na manhã desta quinta-feira (15), o prefeito de Salvador, Bruno Reis declarou que o processo de vacinação na capital baiana ficou atrasado sem o envio das doses. Por conta da falta de vacinas no estoque, a vacinação está interrompida em Salvador desde segunda-feira (12). 

De acordo com vacinômetro da Secretaria Municipal da Saúde de Salvador, foram imunizadas, até agora, 447.934 pessoas, sendo 109.492 trabalhadores de saúde com a primeira dose e 338.442 idosos. Em relação à segunda dose, 126.653 foram imunizadas, completando, assim, o esquema vacinal. 

Dentre os imunizados, 36% é do sexo masculino e 64% do sexo feminino. Os que mais receberam doses da vacina foram os idosos, que precisarão agora agendar para tomar a segunda dose do imunizante. Eles representam 70% das doses aplicadas em Salvador - os outros 30% são os trabalhadores da área da saúde. A capital baiana ainda tem 45% do estoque para aplicar a segunda dose. 

*Sob orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas