Bahia tem 6ª maior população que se autoidentifica como bissexual ou homossexual

bahia
25.05.2022, 10:54:57
(Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Bahia tem 6ª maior população que se autoidentifica como bissexual ou homossexual

204 mil pessoas se autoidentificaram com essas orientações sexuais em 2019

A Bahia tem 204 mil pessoas que se autoidentificam como homossexual (lésbica ou gay) ou bissexual, o que representa apenas 1,8% da população do estado. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira (25), em um estudo inédito que investiga a orientação sexual da população.

Segundo o instituto, a proporção de autoidentificados como homossexuais ou bissexuais no estado foi igual à verificada no país como um todo (1,8%), onde 2,920 milhões de pessoas informaram essas orientações sexuais – de um total de 159,171 milhões de adultos. Os dados foram coletados em 2019.

O estado ficou empatado na 6ª posição em número de homossexuais e bissexuais com  Alagoas e Rio Grande do Norte. Distrito Federal (2,9%) e Amapá (2,8%) apresentavam os maiores percentuais, em seguida vinham Rio de Janeiro, São Paulo e Amazonas (cada um com 2,3%). 

Os estados que registraram os menores percentuais foram Tocantins (0,6%) e Pernambuco (1,0%), e Goiás e Ceará (com 1,2% cada um).

Em termos absolutos, a Bahia manteve seu viés demográfico. Tinha o 4º maior número de pessoas com 18 anos ou mais de idade do país (11,155 milhões) e também o 4º maior total das que se autoidentificaram como homossexuais ou bissexuais (204 mil). São Paulo (827 mil pessoas), Rio de Janeiro (318 mil) e Minas Gerais (231 mil) eram os estados com maiores números de adultos que se autoidentificavam como homossexuais ou bissexuais.

No Brasil como um todo, a autoidentificação como homossexual ou bissexual foi maior, proporcionalmente, entre as pessoas mais jovens (4,8% na faixa de 18 a 29 anos), mais instruídas (3,2% entre quem tinha ensino superior) e com mais renda (3,5% entre quem tinha renda domiciliar per capita maior que 5 salários mínimos).

Não sabem
No Brasil, na Bahia e em Salvador, o número de pessoas que informaram não saber ou se recusaram a responder sobre sua própria orientação sexual foi maior do que o das que se autoidentificaram como homossexuais ou bissexuais.

A diferença, em termos proporcionais, foi maior no estado. Dentre os adultos, 3,8% disseram não saber ou não quiseram responder, o que representava 418 mil pessoas. Foi mais do que o dobro das que se autoidentificaram como homossexuais ou bissexuais (204 mil ou 1,8% da população de 18 anos ou mais de idade).

Já em Salvador, a diferença foi menos representativa: 1,9% dos adultos não sabiam ou se recusaram a responder sobre sua própria orientação sexual, o que somava 43 mil pessoas (frente a 35 mil homossexuais ou bissexuais, 1,5% do total).

No país como um todo, 3,4% da população de 18 anos ou mais de idade disseram não saber ou não quiseram responder (5,339 milhões de pessoas), frente a 1,8% que se autoidentificou como homossexual ou bissexual (2,920 milhões).

Além disso, em 2019, 94,4% dos adultos na Bahia, 96,6% em Salvador e 94,8% no Brasil se autoidentificavam como heterossexuais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas