Barco com 700 pessoas afunda no Congo e mata 60 pessoas; 300 sobrevivem

mundo
16.02.2021, 15:35:00

Barco com 700 pessoas afunda no Congo e mata 60 pessoas; 300 sobrevivem

A suspeita é que o excesso de passageiros tenha causado o naufrágio

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Pelo menos 60 pessoas morreram e centenas seguem desaparecidas depois do naufrágio de uma embargação no rio Congo, na República Democrática do Congo, na segunda-feira (15). 

Steve Mbikayi, ministro dos Assuntos Humanitários do país, disse que 700 pessoas estavam a bordo e somente 300 sobreviventes foram localizados. 60 corpos foram resgatados na água. Isso deixa cerca de 340 pessoas ainda desaparecidas após o acidente.

O naufrágio aconteceu perto da aldeia de Longola Ekoti. A embarcação seguia de Kinshasa até Mdbandaka. 

A suspeita é que o excesso de passageiros tenha causado o naufrágio, mas a "navegação noturna" também pode ter contribuído. 

Acidentes de barco são comuns no país, que não tem muitas estradas asfaltadas e usa bastante o transporte fluvial.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas