Barões da Pisadinha e Marília Mendonça são os brasileiros mais ouvidos do ano no Spotify

em alta
01.12.2021, 12:58:00
(Divulgação)

Barões da Pisadinha e Marília Mendonça são os brasileiros mais ouvidos do ano no Spotify

Dupla lidera lista; Marília é a artista feminina melhor colocada

O Spotify divulgou nesta quarta-feira (1º) a lista de artistas mais ouvidos do ano na plataforma no Brasil. A liderança é do duo baiano Barões da Pisadinha, únicos artistas não-sertanejo no top 5. Marília Mendonça, que morreu em acidente aéreo em Minas Gerais em novembro, lidera entre as mulheres.

Os Barões da Pisadinha foram os mais ouvidos, seguidos por Gusttavo Lima, Marília Mendonça, Jorge & Mateus e Henrique & Juliano. Depois de Marília, as artistas femininas mais tocadas foram Maiara & Maraisa e Luísa Sonza. A lista do Spotify inclui as audições até meados de novembro.

A música mais ouvida foi Batom de Cereja, de Israel & Rodolffo. Em seguida aparecem Facas, de Diego & Victor Hugo, Ele É Ele, Eu Sou Eu, de Wesley Safadão, Meu Pedaço de Pecado, de João Gomes e Baby, Me Atende (Matheus Fernandes). 

Os discos mais ouvidos na plataforma incluem um internacional: SOUR, álbum de estreia de Olivia Rodrigo. O top 5 é formado por Eu Tenho a Senha (João Gomes), Tudo em Paz (Jorge & Mateus), O Embaixador – The Legacy (Gusttavo Lima), SOUR (Olivia Rodrigo) e Aqui e Agora, Vol. 1 (Israel & Rodolffo).

Podcasts
A lista tem também os cinco podcasts mais ouvidos no Brasil no serviço de streaming este ano. O primeiro lugar é Horóscopo Hoje, produção diária do Spotify com previsões astrológicas. O segundo lugar é Mano a Mano, podcast em que Mano Brown entrevista personalidades. Aparecem em seguida Flow Podcast, Primocast e Café da Manh

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas