Bellintani é notificado pelo STJD após criticar árbitro de vídeo

e.c. bahia
21.11.2019, 19:18:00
Atualizado: 21.11.2019, 19:20:30
Durante julgamento Bellintani afirmou que se sentia constrangido pelo tom das críticas (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bellintani é notificado pelo STJD após criticar árbitro de vídeo

Presidente tricolor poderia ser suspenso por até 180 dias

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, foi advertido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por criticar os árbitros que comandaram o VAR durante a derrota do tricolor para o Santos, por 1x0, na Vila Belmiro, no dia 31 de outubro.

Bellintani foi julgado na tarde desta quinta-feira (21), pela 3ª Comissão Disciplinar do STJD após ser denunciado com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões. A punição poderia ser de até 180 dias de suspensão. 

Durante o julgamento, o presidente tricolor afirmou que se sentia constrangido pelas críticas. Bellintani fez duras críticas ao uso do árbitro vídeo durante a partida contra o Santos. Na ocasião, ele chamou os integrantes da equipe do VAR de 'merdinhas'. No duelo, o Bahia teve o gol marcado Juninho anulado após revisão.

"Ficam uns merdinhas na p*** da cabine do VAR decidindo que horas a bola sai do pé do atacante para ver se marca impedimento ou não. Ali ele decide se vai botar um milímetro na frente ou não. Veja o lance que o VAR usou para marcar impedimento. A bola tinha saído do pé de Marco Antônio. Uns merdas vêm decidir quem ganha o jogo. A CBF vai ter que responder, porque, na hora de pedir apoio do Bahia, pede. Numa hora dessa, faz um escândalo desse. Qualquer um que entra no campeonato para abalar o sistema, a CBF faz isso. Esses merdas têm que provar que a bola, quando saiu do pé e a hora que paralisou a merda da jogada. Vão ficar jogando videogame e determinando quem ganha e quem não ganha. É só olhar a hora em que a bola sai do pé de Marco Antônio. Não tem mais mesma linha. Não existe mais. Acabou. Coloca quem vai ganhar, bota videogame para manipular o VAR e suspende o campeonato", disse o dirigente na ocasião. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas