Bolsonaro posta vídeo obsceno no Twitter e causa revolta na rede social

brasil
06.03.2019, 06:49:00
Atualizado: 06.03.2019, 10:07:35

Bolsonaro posta vídeo obsceno no Twitter e causa revolta na rede social

Vídeo foi postado na noite desta terça-feira (5) pelo presidente

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro postou um vídeo obsceno no Twitter para se referir ao Carnaval. A postagem gerou repercussão na internet, tanto de seus apoiadores, como de seus críticos. 

"Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões (sic)", escreveu o presidente na rede social. 

No vídeo, um homem dança em cima de um ponto de táxi e coloca o dedo no ânus, mostrando ao público que assiste à cena. Em seguida, um outro rapaz urina na cabeça dele. O vídeo pode ser visto neste link.

"E não compartilhe isso!!!! É crime!!! Denuncie , improprio para qq pessoa ver. Principalmente crianças", escreveu a apresentadora Astrid Fontenelle. 

"Denunciando o tweet por conteúdo impróprio. Denuncie você também", escreveu um internauta. 

"Festa popular ? Não me inclua nessa festa. Eu não faço parte dessa degradação", afirmou outro. 

"Cabia a polícia ter agido na hora. Não adianta agora ficar repostando o conteúdo sem filtro algum, e ainda usando para generalizar o carnaval e uma comunidade. O presidente só quer usar a cena de palanque e marketing, como tudo que faz. Não é o que se espera de um presidente", disse outro internauta.

Nem o Twitter, nem o presidente excluíram a postagem, mas foi colocado um aviso de que a mídia "pode conter material sensível". Na postagem, o presidente afirma que "é isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro". Na postagem feita por Bolsonaro não está identificado onde se deu o ocorrido.

Entre os tuítes com a hashtag #ImpeachmentBolsonaro, são feitos pedidos de exame psiquiátrico para o presidente, além de acusações de quebra de decoro. "Bolsonaro é um sujeito vulgar e sem ética que não vê problema em expor um vídeo de pornografia no seu perfil oficial do Twitter. É um vigarista charlatão e, acima de tudo, um despreparado para o cargo que ocupa", escreveu um usuário da rede.

Do outro lado, as postagens com #BolsonaroTemRazão apontam que o presidente estava apenas fazendo uma denúncia. "Fazer pornografia em área pública na frente de família e criança não tem problema. O problema é o Bolsonaro postar. A que nível chegou esse pessoal...", tuitou outra usuária.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas