Bolsonaro posta vídeo obsceno no Twitter e causa revolta na rede social

brasil
06.03.2019, 06:49:00
Atualizado: 06.03.2019, 10:07:35

Bolsonaro posta vídeo obsceno no Twitter e causa revolta na rede social

Vídeo foi postado na noite desta terça-feira (5) pelo presidente

O presidente Jair Bolsonaro postou um vídeo obsceno no Twitter para se referir ao Carnaval. A postagem gerou repercussão na internet, tanto de seus apoiadores, como de seus críticos. 

"Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões (sic)", escreveu o presidente na rede social. 

No vídeo, um homem dança em cima de um ponto de táxi e coloca o dedo no ânus, mostrando ao público que assiste à cena. Em seguida, um outro rapaz urina na cabeça dele. O vídeo pode ser visto neste link.

"E não compartilhe isso!!!! É crime!!! Denuncie , improprio para qq pessoa ver. Principalmente crianças", escreveu a apresentadora Astrid Fontenelle. 

"Denunciando o tweet por conteúdo impróprio. Denuncie você também", escreveu um internauta. 

"Festa popular ? Não me inclua nessa festa. Eu não faço parte dessa degradação", afirmou outro. 

"Cabia a polícia ter agido na hora. Não adianta agora ficar repostando o conteúdo sem filtro algum, e ainda usando para generalizar o carnaval e uma comunidade. O presidente só quer usar a cena de palanque e marketing, como tudo que faz. Não é o que se espera de um presidente", disse outro internauta.

Nem o Twitter, nem o presidente excluíram a postagem, mas foi colocado um aviso de que a mídia "pode conter material sensível". Na postagem, o presidente afirma que "é isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro". Na postagem feita por Bolsonaro não está identificado onde se deu o ocorrido.

Entre os tuítes com a hashtag #ImpeachmentBolsonaro, são feitos pedidos de exame psiquiátrico para o presidente, além de acusações de quebra de decoro. "Bolsonaro é um sujeito vulgar e sem ética que não vê problema em expor um vídeo de pornografia no seu perfil oficial do Twitter. É um vigarista charlatão e, acima de tudo, um despreparado para o cargo que ocupa", escreveu um usuário da rede.

Do outro lado, as postagens com #BolsonaroTemRazão apontam que o presidente estava apenas fazendo uma denúncia. "Fazer pornografia em área pública na frente de família e criança não tem problema. O problema é o Bolsonaro postar. A que nível chegou esse pessoal...", tuitou outra usuária.
 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netflix-divulga-teaser-da-terceira-temporada-de-the-crown/
A nova temporada irá focar no período da Guerra Fria, entre 1964 e 1977
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gravida-passa-mal-apos-incendio-em-predio-de-brotas-veja-video/
Mulher foi atendida pelo Samu; causa do incêndio é desconhecida
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/marinheiro-salvou-filho-durante-incendio-em-lancha-na-baia-de-todos-os-santos/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-armado-invade-shopping-de-salvador-e-assusta-clientes/
Ele é suspeito de praticar assaltos em uma passarela perto do estabelecimento
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anelis-assumpcao-apresenta-show-inedito-em-salvador-neste-sabado/
Anelis & Os Gostas é atração do Intercenas Musicais, na Commons
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pai-e-preso-por-afogar-filho-de-2-anos-em-bacia-para-fazer-ex-sofrer/
Ele contou a amigo que foi traído pela mãe da criança e queria se vingar
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/black-alien-fala-sobre-novo-disco-estou-sendo-eu-mesmo/
Lançado em abril, Abaixo de Zero: Hello Hell é apresentado no Pelourinho neste sábado (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-procura-casal-que-roubou-r-400-mil-de-idosas-na-barra-veja-video/
Irmãs, vítimas têm 89 e 93 anos; homem e mulher entraram disfarçados em prédio
Ler Mais