Boneca 'guarda lugar' na fila da vacinação contra covid e gera alvoroço em Caetité

bahia
01.09.2021, 19:37:00
(Reprodução)

Boneca 'guarda lugar' na fila da vacinação contra covid e gera alvoroço em Caetité

Cena virou o principal assunto dos grupos de Whatsapp na cidade baiana; moradores não sabem de quem foi a ideia

Antes da boneca colocada para fazer segurança de rua em Recife, um outro brinquedo infantil já tinha dado o que falar na cidade de Caetité, no centro-sul da Bahia. Cansada de esperar nas longas filas da vacina contra a covid-19, uma mulher decidiu inovar para economizar tempo. Nas redes sociais, ela publicou uma foto de uma boneca sentada em uma cadeirinha que estava “guardando lugar” na fila. O caso aconteceu na segunda-feira da semana passada (23).

Segundo o jornal local Radar030, a moça resolveu usar a boneca porque ela mesma não poderia esperar na fila por conta do trabalho. De roupinha, máscara e lencinho no cabelo, a imagem da boneca viralizou e se tornou assunto na cidade.

Uma outra moradora do município, que não quis se identificar, relata o aparecimento da boneca e a repercussão. “O povo viu essa boneca lá e logo saiu falando em tudo quanto é grupo de whatsapp, ai logo tiraram a boneca. Eu não sei como foram os detalhes, porque parou e ninguém falou mais nada”, contou.

Ela ainda diz que não sabe dizer se a retirada foi uma ação da prefeitura, mas afirma que a medida de guardar lugar na fila com objetos inanimados teria sido proibida. Após o ocorrido, a boneca parece ter sumido do mapa.

“Virou uma confusão. Eu não sei quem foi lá e que barrou isso, mas o povo tava perguntando se a Secretaria de Saúde não viu essa cena”, comentou. “Eu sei que o pessoal da fila não gostou e chamou alguém. No final, tiraram a boneca e ninguém mais falou sobre isso”, concluiu.

Procurada pelo CORREIO, a Prefeitura de Caetité não retornou o contato até o momento de publicação desta matéria.
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas