Brasil está entre os países com resistência a drogas anti-HIV

saúde
21.07.2017, 06:52:00
Atualizado: 21.07.2017, 07:17:12

Brasil está entre os países com resistência a drogas anti-HIV

Essa resistência ao HIV se desenvolve quando as pessoas não seguem o tratamento prescrito

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou, em relatório divulgado nesta quinta-feira (20), para uma tendência crescente de resistência do vírus HIV às drogas disponíveis. O texto destaca que, em 6  dos 11 países pesquisados na África, Ásia e América Latina, mais de 10% das pessoas que começaram o tratamento antirretroviral tinham uma cepa do vírus resistente a medicamentos do mercado.

O Brasil está na lista dos países com registro de resistência do vírus em novos pacientes, mas com índice menor que 10% - por enquanto, foram registrados 1.391 casos. A organização diz que o crescimento dessas taxas, mesmo que ainda lento, poderia minar o progresso internacional no tratamento e prevenção da doença.

Segundo especialistas, essa resistência ao HIV se desenvolve quando as pessoas não seguem o tratamento prescrito - esquecem de tomar no dia e horário certo e/ou pulam etapas. Mesmo assim, eles dizem que o HIV pode se tornar resistente a um tipo de remédio, mas resta uma cartela grande disponível (mais de 20 tipos de pílula) e, por isso, não há motivo para pânico.

Das 36,7 milhões de pessoas que convivem com o HIV em todo o mundo, 19,5 milhões têm acesso a algum tipo de terapia antirretroviral.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas