Brasil receberá IFA para produzir 32 milhões de doses de vacina

coronavírus
24.03.2021, 13:57:55
Atualizado: 24.03.2021, 14:50:31
(Divulgação/Fiocruz)

Brasil receberá IFA para produzir 32 milhões de doses de vacina

Insumos vêm da China em três voos, que devem chegar na sexta-feira (26)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, anunciou hoje (24) a chegada, até a próxima sexta-feira (26), de três voos da China com 1.024 litros de IFA, insumo utilizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na produção de vacinas contra a covid-19.

“A partir de hoje, amanhã e depois de amanhã chegará, em três voos provenientes da China, mais IFA para produção no Brasil. Serão 1.024 litros do IFA, que é suficiente para a produção 32 milhões de doses da AstraZeneca, na Fiocruz”, disse o chanceler.  

O anúncio foi feito durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, a qual Araújo compareceu como convidado. O ministro disse que, com a chegada dos insumos, fica normalizado um cronograma mensal de recebimento do ingrediente farmacêutico.

O ministro disse que há um problema global na cadeia de produção de vacinas, o que tem prejudicado a exportação para o Brasil de doses de vacina produzidas na Índia ou nos Estados Unidos, por exemplo.

Araújo participou por videoconferência da audiência pública na Câmara dos Deputados, após ter comparecido, no início da manhã, da reunião sobre o combate à covid-19 no Palácio da Alvorada, com o presidente Jair Bolsonaro, ministros, governadores e os presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), da Câmara dos Deputados e do Senado.

O ingrediente farmacêutico ativo (IFA) é um item fundamental na formulação de fármacos, incluindo vacinas. No início do ano, a Fiocruz recebeu com atraso os primeiros lotes do insumo para a produção da vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.

As primeiras doses produzidas pela Fiocruz foram entregues na semana passada. A previsão da instituição é de que sejam entregues 3,9 milhões de doses neste mês e outras 18,8 milhões em abril, 11,2 milhões a menos que a previsão inicial.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048