Braskem avança em iniciativas para se tornar carbono neutro até 2050

bahia
18.11.2020, 22:08:34
Atualizado: 18.11.2020, 22:29:07

Braskem avança em iniciativas para se tornar carbono neutro até 2050

Iniciativas implantadas na unidade de Camaçari reduziram consumo de energia em 5,5%

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Braskem definiu iniciativas de eficiência energética em suas operações com redução da emissão de carbono e melhoria em competitividade para se tornar uma empresa carbono neutro até 2050. Em um ano, projetos colocados em prática na unidade localizada no Polo Industrial de Camaçari, uma das principais unidades da Braskem no Brasil, resultaram na redução de 833 GWh de energia, volume equivalente ao consumo anual de energia elétrica de todo o estado de Roraima. Juntos, eles provocaram a diminuição de 247 mil toneladas de CO2 no período, o que equivale a 8% das emissões da unidade. 

Um dos fatores determinantes para a viabilização desses resultados é a busca por aperfeiçoamento a partir de ideias realizadas em empresas do setor, participação em eventos globais, fóruns nacionais e internacionais. Além disso, a Braskem vem realizando parcerias com instituições para capacitar equipes e incentivar a geração de ideias dos próprios integrantes. 

“A Braskem tem como um dos pilares da sua estratégia de energia sustentável a busca por otimizações do consumo energético nas suas operações a partir de iniciativas voltadas à eficiência operacional, aliada à expansão do uso de fontes renováveis na sua matriz, reforçando o seu papel de referência nacional no tema e contribuindo para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis mundiais. Cabe ressaltar que a eficiência energética tem papel fundamental de contribuição na redução de emissões de carbono, apoiando nosso compromisso de descarbonização até 2050”, explica Gustavo Checcucci, diretor de Energia da Braskem. 

Ao todo foram mais de 10 iniciativas implantadas na unidade de Camaçari, e os ganhos já representam 5,5% do total de energia consumida pela fábrica. Os ganhos de eficiência energética tendem a ser alavancados por meio da implantação de iniciativas similares em outras unidades da companhia, nos estados de São Paulo (Grande ABC, Cubatão e Paulínia), Rio Grande do Sul (Triunfo), Rio de Janeiro (Duque de Caxias) e Alagoas (Maceió).

Entre os projetos, destaque para o multivariate process analysis (ProMV), desenvolvido com o apoio do Centro Digital da Braskem, área que tem como objetivo acelerar a transformação digital da empresa, com foco na implementação de ferramentas de análise, automação, inteligência artificial e IoT (Internet das Coisas, na sigla em inglês). Por meio de modelos matemáticos, estatísticos e simulação em tempo real, o projeto otimiza o consumo energético da operação dos fornos de pirólise, equipamentos chaves na operação das centrais petroquímicas, e principais responsáveis pela demanda de energia.

Outra iniciativa relevante foi a eletrificação de equipamentos, equilibrando a matriz energética da unidade industrial. Na prática, substituiu-se o acionamento de equipamentos turbinados, como bombas e compressores, por motores elétricos de maior eficiência, operação interessante sob os aspectos de competitividade e sustentabilidade. A iniciativa de eletrificação de equipamentos críticos representa uma quebra de paradigma na indústria química e petroquímica, fortalecendo um dos principais pilares de descarbonização mundial. Os demais projetos estão ligados à modernização tecnológica de equipamentos nas linhas de produção, realizada principalmente durante as manutenções planejadas.

Compromisso com economia circular de carbono neutro
A Braskem anunciou, em novembro deste ano, a ampliação de esforços para se tornar uma empresa carbono neutro até 2050. Para alcançar esta meta, a estratégia da companhia considera iniciativas de redução, compensação e captura de carbono, assim como ampliação do portfólio I’m green, que inclui os produtos com foco em economia circular, e o engajamento para que nos próximos dez anos haja o descarte adequado de 1,5 milhão de toneladas de resíduos plásticos.

A empresa, que sempre foi comprometida com a sustentabilidade desde a sua fundação, em 2002, e é pioneira na produção de biopolímeros, se coloca como corresponsável diante do desafio de prevenir e combater as mudanças de clima. 

As iniciativas da Braskem para as próximas décadas estão alinhadas à Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), seus 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, e com o Acordo de Paris para o controle dos impactos das mudanças climáticas e podem ser acessados no site da empresa: www.braskem.com.br/macroobjetivos
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas