Briga de vizinhos termina com personal trainer morta a facadas no interior de SP

em alta
12.08.2020, 23:10:00
Atualizado: 12.08.2020, 23:16:03

Briga de vizinhos termina com personal trainer morta a facadas no interior de SP

Andressa Serantoni, de 28 anos, estava em frente à casa dela, quando teria sido esfaqueada por casal

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A personal trainer Andressa, Serantoni, de 28 anos, morreu após ser esfaqueada durante uma briga de vizinhos em São José do Rio Preto, na capital paulista. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (12) no bairro Vila Anchiteta.

Segundo informações da polícia militar, a personal trainer foi golpeada após uma discussão com um casal de vizinhos, que foi preso em flagrante.

Após o crime, a polícia foi acionada e foi até o local. Testemunhas relataram aos policiais a casa dos suspeitos de esfaquear a mulher. A faca usada para atingir Andressa também foi apreendida.

Até o momento, a causa da discussão que motivou a morte de Serantoni não foi revelada. 

Segundo a Polícia Militar, a personal trainer, Andressa Serantoni, de 28 anos, estava em frente à casa dela, quando teria sido esfaqueada pelo casal, durante uma discussão. Os dois teriam revezado com a faca para golpear a jovem.

De acordo com testemunhas ouvidas pela Gazeta do Interior, os autores teriam gravado vídeos da vizinhança e a personal teria questionado o motivo, onde teriam iniciado uma discussão que resultou na tragédia. Após cometer o crime, o casal fugiu para a casa deles que fica ao lado, mas foi preso por policiais do Baep que precisaram arrombar a porta para entrar no imóvel.

Com eles, os policiais apreenderam a faca utilizada no crime toda suja de sangue na garagem da residência e um celular. O casal que não tem parentes em Rio Preto, possui quatro filhos, todos menores de idade, que ficarão sob os cuidados do Conselho Tutelar.

A dupla foi levada para a Central de Flagrantes, onde foi ouvida e reponderá por homicídio qualificado. O homem já possui passagem pela polícia por tentativa de homicídio. Um inquérito policial será instaurado para apurar o caso.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas