Brilho sobre Messi e carreira na Europa: conheça Hugo Rodallega

e.c. bahia
09.07.2021, 16:56:00
Atualizado: 15.07.2021, 21:52:11
Com experiência no futebol europeu, Rodallega chega ao Bahia para ser sombra do atacante Gilberto (Foto: Reprodução/Instagram )

Brilho sobre Messi e carreira na Europa: conheça Hugo Rodallega

Atacante colombiano vai reforçar o Bahia no restante da temporada

Depois de muitos pedidos dos tricolores, o Bahia tem um centroavante para disputar a posição com Gilberto. Na noite desta quinta-feira (8), o tricolor anunciou a contratação do atacante Hugo Rodallega, de 35 anos.

O anúncio da chegada do colombiano causou reações nas redes sociais. Pouco conhecido no futebol brasileiro, o jogador voltará a atuar no continente sul-americano depois de 16 anos. Por isso, o CORREIO preparou um dossiê para deixar o torcedor informado sobre o novo reforço do Esquadrão.

Rodellega chega ao Bahia após passagem pelo futebol da Turquia (Foto: AFP)

Nascido em Valle del Cauca, na Colômbia, Hugo Rodallega começou a carreira no modesto Quíndio. Pela equipe, ele marcou 20 gols em duas temporadas, despertando o interesse do Deportivo Cali, clube para o qual se transferiu em 2005. Na nova equipe, ele anotou 12 gols em 17 jogos.

O ponto alto, no entanto, veio no Campeonato Sul-Americano sub-20 daquele ano. Liderando a seleção colombiana que tinha nomes como Fredy Guarín, Rentería, Dayro Moreno e Falcao García, Rodallega terminou campeão e artilheiro do torneio com 11 gols, desbancando jogadores como Lionel Messi, que já dava os seus primeiros passos no Barcelona.

Com a boa fase em campo, o jogador foi contratado pelo Monterrey, do México, e iniciou então a sua carreira internacional, passando ainda por Atlas e Necaxa no país norte-americano.

Rumo à Europa
Em janeiro de 2009, Hugo Rodallega deixou o México para iniciar sua passagem pelo Europa. Ele foi contratado pelo Wigan, da Inglaterra, por cerca de 4,5 milhões de libras. O atacante disputou quatro temporadas no Wigan, atuando em 167 jogos e marcando 24 gols.

Em 2012, o colombiano mudou de time na Inglaterra e acertou um contrato de três anos com o Fulham. Nesse período, ele disputou 88 jogos e anotou 20 gols. Finalizado o vínculo, Rodallega iniciou a sua passagem de sete anos pelo futebol turco.

O jogador desembarcou na Turquia em 2015 para defender o Akhisar. Em duas temporadas, ele fez 54 jogos e marcou 24 gols. Em 2016, o atacante deixou o Akhisar e foi contratado pelo Trabzonspor, mesmo time que ex-tricolor Flávio defende atualmente.
 

Hugo Rodallega esteve em campo pela última vez em maio, quando defendia o Denizlispor (Foto: Denizlispor/divulgação)

No Trabzonspor, o jogador colombiano disputou 70 jogos em três temporadas e balançou as redes 35 vezes, ajudando o clube a terminar a liga nacional na quarta colocação em 2019, se classificando para a Liga Europa. 

O último clube de Rodallega no futebol turco foi o Denizlispor, equipe que defendia desde 2019. Apesar de não ter conseguido evitar a queda do seu time para a segunda divisão turca na temporada passada, o atacante conseguiu números importantes individualmente. Ele balançou as redes 14 vezes em 37 jogos e terminou como artilheiro do time.

Faro de gol e experiência
Ao CORREIO, o jornalista colombiano Francisco Henao, do jornal El País, falou sobre as características do atacante e o que os tricolores podem esperar.

“Rodallega tem uma carreira bem madura e chega ao Bahia com uma grande experiência no futebol europeu acumulada durante vários anos. Nas equipes em que atuou, na Colômbia, México, Inglaterra e Turquia, sempre mostrou sua condição de goleador”, disse ele.

“É um camisa 9 que se move bem na área e que tem o perfil para jogar pelo lado esquerdo ou direito sem problemas. É um grande cobrador de pênaltis. Talvez o ponto fraco seja o cabeceio, ele não fez tantos gols por jogada aérea”, continuou.

Além de clube do México e Europa, Rodallega também tem passagem pela seleção colombiana. Ele foi convocado para as Copas América de 2007, na Venezuela, e 2011, na Argentina.  

“Na seleção colombiana ele também mostrou bom rendimento, ainda que nunca se soube porque o técnico José Pérkerman o voltou a chamar”, explicou Francisco Henao.

Quase retorno
Antes de acertar com o Bahia, Rodallega chegou a negociar o retorno ao futebol colombiano. O jogador nunca escondeu o desejo de defender o América de Cali, clube do qual o seu pai era torcedor. As conversas, no entanto, não avançaram. Além do tricolor, ele tinha propostas do futebol turco e grego.

Como a janela de transferência internacional está fechada, o jogador só poderá entrar em campo pelo Bahia a partir do dia 1º de agosto. Ele tem chegada prevista a Salvador na próxima semana e vai usar o tempo para se adaptar ao clube e ganhar condicionamento físico. A última vez que ele esteve em campo foi no dia 11 de maio, pelo campeonato turco.   

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas