Bruno Reis anuncia estratégias para que alunos voltem às salas de aula

salvador
23.07.2021, 14:42:00
(Foto: Shutterstock)

Bruno Reis anuncia estratégias para que alunos voltem às salas de aula

Retorno das aulas presenciais na rede municipal já pode acontecer entre os dias 9 e 16 de agosto

Após confirmar possibilidade de volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino entre os dias 9 e 16 de agosto, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, afirmou que a prefeitura deve adotar estratégias para levar os alunos às salas de aula. Serão feitas campanhas através de meios de comunicação e os pais e responsáveis pelos alunos receberão mensagens convocatórias pelo celular. A afirmação foi feita em entrevista após a cerimônia de formatura de 77 novos guardas municipais, nesta sexta-feira (23). 

“Iremos fazer um esforço em conjunto entre prefeitura, professores e corpo pedagógico da escola. Mobilizar os agentes da educação e fazer campanhas de televisão e de carro de som, por exemplo. Vamos convocar os pais e mães através de mensagens, para que eles tragam seus filhos para as escolas”, disse o prefeito. 

Reis ainda ressaltou que o retorno será, inicialmente, em sistema híbrido, ou seja, com divisão entre presencial e remoto, e que as salas estarão com 50% da capacidade normal. “As escolas estão preparadas para isso e eu tenho certeza de que as crianças estarão muito mais seguras nas escolas do que nas ruas. A gente faz um apelo aos pais de que, assim que retomadas as aulas, as crianças venham às escolas, onde serão recebidas com todo amor e carinho e, sobretudo, com todo o cuidado e segurança”, acrescentou. 

O prefeito se reuniu nesta quinta (22) com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB) para discutir o retorno dos professores. Na ocasião, Reis apresentou o cronograma de aplicação da 2ª dose da vacina em todos os profissionais da educação que atuam nas escolas, destacando que todos estarão vacinados com a segunda dose até o dia 28 de julho.

Duas datas de retorno foram propostas pela prefeitura: dia 9 e dia 16 de agosto. De acordo com o prefeito, as datas ainda devem ser analisadas pela categoria para possibilidade de acordo. 

Ainda na quinta, e entrevista, o presidente da APLB, Rui Oliveira, disse que a premissa básica para o retorno às aulas é que todos os profissionais estejam vacinados com as duas doses da vacina contra covid-19. De acordo com Rui, após o dia 28, data que a prefeitura diz que finalizará a imunização dos profissionais envolvidos da educação, uma nova reunião entre município e APLB deve ocorrer para apresentação dos dados e discussões sobre as medidas sanitárias.

“A prefeitura precisa garantir que todos estejam vacinados. Após essa garantia, voltamos para discutir”, disse o dirigente sindical, que preferiu não confirmar o retorno às salas de aula nas datas propostas pelo município. 
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas