Bruno Reis defende prorrogação do lockdown parcial: 'não há outra decisão a ser tomada'

salvador
19.03.2021, 10:17:04
(Valter Pontes/Secom )

Bruno Reis defende prorrogação do lockdown parcial: 'não há outra decisão a ser tomada'

Reunião com prefeitos da Região Metropolitana e governador vai decidir

O prefeito Bruno Reis indicou que pode prorrogar o lockdown parcial em Salvador. O prazo para encerrar as medidas mais restritivas na cidade termina às 5h da próxima segunda-feira (22). 

Segundo ele, diante das estatísticas, o ideal é que o lockdown fosse prorrogado. "Minha posição é pela prorrogação das medidas em vigor. É óbvio que nós vamos discutir, mas diante do cenário que nós estamos enfrentamos, com a soma de mais problemas, não há outra decisão a ser tomada", disse o prefeito durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (19). 

A decisão definitiva será tomada a partir de uma reunião com prefeitos das cidades da Região Metropolitana de Salvador e o governador Rui Costa. 

Os números que baseiam essa opinião de Bruno são, principalmente, a quantidade de pessoas na fila da regulação para um leito de covid-19, em especial os de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A média de espera é de 48 horas na capital baiana. Na manhã desta sexta-feira (19), ele indicou que 114 pessoas aguardavam para um leito, sendo 61 de UTI.  

Além disso, há preocupação com a pouca quantidade de respiradores, assim como um possível desabastecimento de insumos. “Temos dois graves problemas em curso, um de oxigênio na Bahia, não é em Salvador, mas é um problema nas regiões mais distantes na Bahia. E nós sabemos que, depois, é a capital que acaba dando o apoio maior, porque é aonde tem estrutura maior. [...] E estamos aí com um problema desabastecimento de um medicamento crucial para intubação”, destaca o prefeito.  

A rede privada também tem sofrido com a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI e escassez de matéria-prima, principalmente com o remédio rocurônio, relaxante muscular.  

No entanto, o prefeito ressalta que já houve melhora em alguns índices de Salvador desde o início do lockdown parcial, no dia 26 de fevereiro. “Já há uma redução no fator RT, uma redução no número de caos ativos, uma redação número de casos novos, mas, infelizmente, a pressão nas UPAs é grande, houve essa pequena redução, mas, vamos ver se isso é uma variação de um dia para o outro e vai se estabilizar ou se vai continuar em queda”, pondera. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas