Bruno Reis se emociona ao lembrar de avó em entrega de escola em São Marcos

salvador
14.02.2022, 14:40:00
Bruno Reis interage com crianças durante a entrega da nova escola (Foto: Valter Pontes/Secom)

Bruno Reis se emociona ao lembrar de avó em entrega de escola em São Marcos

Nova unidade tem 580 vagas e oferece estrutura mais ampla e completa

Foi com os olhos marejados e com a voz embargada que o prefeito Bruno Reis (DEM) entregou uma escola na Estrada da Muriçoca, no bairro de São Marcos, nesta segunda-feira (14). A antiga unidade era de pré-moldado, estava caindo aos pedaços e dominada pelo mato. Ela foi demolida e no lugar foi construído um prédio maior, mais arejado e confortável, mas não foi por isso que gestor se emocionou.

A escola foi batizada com o nome de Alita Ribeiro de Araújo Soares, uma sugestão da Câmara de Vereadores. Alita foi uma professora que exerceu a profissão durante toda a vida. Ela morreu em 2020, mas antes formou alguns dos nove filhos no magistério e teve a missão de cuidar e de educar o neto de 9 anos quando ele perdeu os pais. A criança era Bruno Reis.

“Minha avó é a principal responsável por eu ter chegado até aqui. Quando Deus tirou minha mãe, ele me deu outras mães: minha avó e minhas tias. Todas elas eram professoras”, contou, emocionado. Batizar a escola com o nome da avó foi a maneira que ele encontrou de homenagear a mulher que dedicou a vida a educação. Alguns familiares de Alita e do gestor participaram da cerimônia.

Estrutura em outubro de 2020 (Foto: Gil Santos/ CORREIO)

A nova unidade vai substituir a antiga, que estava fechada há cerca de cinco anos. Era uma estrutura em pré-moldado que apresentava fissuras, goteiras e problemas na parte elétrica, oferecendo risco para os alunos. Três anos depois de ser fechada, a estrutura foi demolida, em outubro de 2020. Na época, vizinhos contaram que havia muita sujeira no terreno, que o local estava abrigando usuários de drogas, roedores e animais peçonhentos.

Estrutura entregue nesta segunda-feira (Foto: Valter Pontes/ Secom)

O novo prédio tem dois pavimentos e dez salas de aula. Elas são mais amplas, arejadas e iluminadas, além de terem ar-condicionado. São quase 1,3 mil m² de área construída, com elevador, outros equipamentos de acessibilidade e capacidade para atender até 580 alunos em turmas de creche (2 e 3 anos), pré-escola (4 e 5 anos) e 1º ano do Ensino Fundamental. O investimento foi de R$ 4,6 milhões.

“Esta unidade vai acolher as crianças para dar condições aos pais de trabalharem com a segurança de saber que aqui os filhos serão bem tratados, em um ambiente seguro, com ótimos profissionais, motivados e estimulados a fazer um bom trabalho. A pandemia foi um atraso na educação. E hoje temos que recuperar esse tempo perdido”, disse o prefeito.

Obras
A prefeitura informou que está reconstruindo 13 escolas e que uma nova unidade, a Escola Municipal Sol Nascente, na Ceasa, está sendo erguida do zero. Essas obras somam investimentos de cerca de R$ 103 milhões. O secretário municipal de Educação, Marcelo Oliveira, destacou que estão sendo reformadas 128 unidades, ao custo de R$ 113 milhões.

“Essa é a oitava escola que estamos entregando a população na gestão do prefeito Bruno Reis. Estamos fazendo um grande investimento na infraestrutura das escolas, tonando o ambiente mais agradável, confortável e seguro. Temos também o desafio imenso de retomar o aprendizado das crianças que foi impactado pela pandemia e a suspensão das aulas. Por isso, precisamos que elas voltem para a sala de aula”, afirmou.

Ele apelou que os pais levem as crianças para a escola. Desde que as aulas presenciais foram retomadas, no dia 7 de fevereiro, apenas 50% dos alunos estão marcando presença nas unidades. A Escola Municipal Professora Alita Ribeiro de Araújo Soares ainda tem vagas abertas para novos alunos.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas