Cabine do Elevador Lacerda apresenta falhas; problema é resolvido após horas de filas

salvador
20.06.2022, 15:02:00
(Tiago Caldas/Arquivo CORREIO)

Cabine do Elevador Lacerda apresenta falhas; problema é resolvido após horas de filas

Filas se formaram no bairro do Comércio

Uma das quatro cabines do Elevador Lacerda, ponto turístico e meio de transporte entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa, apresentou uma falha e teve funcionamento suspenso na manhã desta segunda-feira (20). Filas se formaram no bairro do Comércio. Segundo a Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob), o problema foi resolvido por volta das 15h.

O ascensor tem quatro cabines, mas somente duas fazem o transporte de passageiros. A Semob informou que a falha foi decorrente de um problema técnico. O equipamento foi interditado três vezes nos últimos cinco meses.

Nesses casos, a recomendação da Semob é que os passageiros utilizem o Plano Inclinado Gonçalves, que fica próximo ao equipamento.

Outros casos

Uma falha no último dia 5 de maio causou interrupção do funcionamento de duas das cabines do Elevador Lacerda. Uma delas teve problemas em uma peça responsável por dar estabilidade à estrutura. A Semob não informou a causa do problema da segunda cabine.

No dia 15 de março, seis pessoas ficaram presas em uma cabine, após falha no equipamento. A falha em uma das cabines fez com que as outras três tivessem o serviço paralisado, o que, além de causar aglomeração nas áreas de embarque e desembarque, gerou filas no serviço do Plano Inclinado Gonçalves (PIG), na mesma região.

O equipamento havia passado pela primeira interdição do ano no dia 10 de fevereiro após também apresentar problemas nas cabines.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas