Cabula atrai empreendimentos e amplia oferta de emprego para seus moradores

salvador
13.03.2018, 07:00:00
Atualizado: 13.03.2018, 09:43:54
Atualmente com 192 lojas, o Shopping Bela Vista prevê ampliação e novos investimentos: a Área Bruta Locável (ABL), deve passar de 51 mil para 74 mil metros quadrados (Divulgação)
Conteúdo Patrocinado -

Cabula atrai empreendimentos e amplia oferta de emprego para seus moradores

Região é uma das que mais cresce na cidade e está entre as que mais recebeu investimentos privados nos últimos anos na capital baiana

A região do Cabula é uma das que mais crescem na cidade, e também está entre as que mais recebeu investimentos privados nos últimos anos na capital baiana. São empreendimentos diversos, como supermercados, atacados, academia, farmácias e empresas de serviços, como call center, que proporcionam mais comodidade aos consumidores e ampliam a oferta de emprego aos seus moradores.

O bairro vai sediar, por exemplo, o novo call center do Banco do Brasil, que deve entrar em operação até o mês de julho. Estão sendo criadas 3,5 mil novas vagas de trabalho, e o recrutamento já foi iniciado pelo Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (Simm). “Atualmente, já existe na cidade uma central de teleatendimento do banco, que proporciona 1,5 mil empregos. Mas, a instituição vai centralizar em Salvador todo o sistema de telecobrança do país, gerando milhares de novos empregos”, revela o secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo, Sérgio Guanabara. 

Guanabara: o Banco do Brasil vai centralizar em Salvador todo o sistema de telecobrança do país (Foto: Bruno Concha/Divulgação)

O call center vai funcionar no antigo prédio da Oi, na Rua Silveira Martins. O Banco do Brasil foi atraído pelo programa Salvador 360 – eixo Novos Negócios, do governo municipal, com isenção de 50% de IPTU por 36 meses para a instalação de empresas do setor, desde que gerem pelo menos 500 novos postos de trabalho. O ISS para as empresas de telecobrança também é menor:  2%, ao invés de 5%.

Maior rede de academias da América Latina, a Smart Fit decidiu implantar no Cabula, também  na Rua Silveira Martins, uma das suas duas primeiras unidades em Salvador - a outra foi instalada no Caminho das Árvores. Segundo a empresa, o Cabula já é conhecido por ser um dos bairros mais completos de Salvador, com acesso rápido às principais vias da cidade e oferta de diversos serviços. Por isso, a decisão de ir para a região.

“Estamos muito entusiasmados em poder expandir para a população da capital baiana o nosso propósito, que é democratizar o fitness de alto padrão. Com essas unidades teremos a oportunidade de levar acesso à saúde e atividade física de qualidade. A Smart Fit conta com mais de 1,5 milhão de clientes, sendo que mais de 380 mil nunca tinham frequentado uma academia antes de conhecer a rede”, explica o presidente e fundador da empresa, Edgard Corona. 

A academia disponibiliza duas áreas principais, sendo uma delas com equipamentos de musculação e pesos livres, e a outra com aparelhos voltados à prática de atividades cardiovasculares, com esteiras e elípticos, além de equipamentos para membros inferiores e superiores e treinos específicos para a região do abdômen e da lombar. A unidade Cabula conta ainda com uma sala de ginástica para a realização de aulas de abdominal, alongamento, Zumba, Sh'bam e Fit Dance, entre outros espaços. 

A rede Smart Fit implantou no Cabula uma das suas primeiras unidades de Salvador (Foto: Divulgação)

Ampliação
Atualmente com 192 lojas, o Shopping Bela Vista já prevê ampliação e novos investimentos nos próximos anos. A Área Bruta Locável (ABL), hoje de 51 mil metros quadrados, deve saltar para 74 mil metros, de acordo com a JHSF, responsável pelo empreendimento juntamente com o Grupo Luz. 

O shopping, que conta com quatro pisos, é considerado o terceiro maior da cidade em área e proporciona a geração, atualmente, de mais de quatro mil empregos diretos e indiretos, com uma média de circulação diária em torno de 35 mil pessoas. O investimento inicial do complexo de compras e lazer, que completou cinco anos de operação, foi de aproximadamente R$ 223 milhões.

“Ocupamos hoje uma área estratégica no mercado de shopping centers. Estamos no epicentro da cidade, em um ponto de convergência e grande fluxo, o que acaba atraindo muitos visitantes para o bairro, gerando desenvolvimento e valorizando ainda mais a região”, afirma em nota o diretor executivo da JHSF, Robert Bruce Harley.

Outros
O Cabula vem ganhando, nos últimos anos, outros empreendimentos, sobretudo nas áreas de serviço e comércio. O Atakadão Atakarejo, por exemplo, abriu há dois anos uma unidade no bairro,  na Estrada das Barreiras, gerando 400 postos de trabalho. Entre as grandes redes varejistas que apostaram na região estão as Lojas Americanas e as Casas Bahia.

O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.