Cadastro vai dar crédito a 1,5 mi de novos consumidores baianos

negócios
19.03.2019, 05:05:00

Cadastro vai dar crédito a 1,5 mi de novos consumidores baianos

Cerca de 1,5 milhões novos consumidores baianos (muitos trabalhadores que só pagam contas e compras a vista ou autônomos que têm dificuldade de comprovar renda) devem passar a ter acesso ao crédito com a aprovação da adesão automática ao cadastro positivo recentemente aprovada pelo Congresso e a espera de sansão presidencial para entrar em vigor. E estimativa é da Serasa. A medida é considerada como um importante fator para o aquecimento do varejo e indutor do crescimento do PIB por meio do aumento do consumo das famílias, isso por que, segundo o mesmo estudo, a medida tem o potencial de injetar mais R$ 48 bilhões na economia baiana. Aprovado em 2011 com a promessa de reduzir os juros para bons pagadores – que efetivamente pagam taxas maiores por causa do volume de inadimplência. Os setores do varejo que mais devem se beneficiar da medida são aqueles mais sensíveis à variação dos juros: eletrodomésticos, móveis, materiais de construção e veículos. O cadastro positivo nunca se efetivou no país. Segundo os bancos e bureaus de crédito, devido à pouca adesão dos consumidores, o que levou à proposta legislativa de que a adesão fosse automática.


Inadimplência - Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), 412,4 mil famílias em Salvador estão com algum tipo de dívida e 160,5 mil que não conseguiram pagar a dívida até a data de vencimento. Para a Fecomércio-Ba, que realiza a PEIC, com a implementação da medida, a tendência é que como cadastro positivo haja redução da taxa de inadimplentes já que muitos consumidores se beneficiarão com taxas de juros mais adequadas e menor probabilidade de descontrole do orçamento doméstico. Ainda de acordo com a  entidade, a medida deve provocar um efeito muito positivo nas compras no comércio e gastos com serviços, setores que, na Bahia, registraram retração de 3,4% e 3%, respectivamente.  Outro impacto positivo para o comércio é que como a medida também inclui empresas, aquelas apontadas como boas pagadoras teriam acesso a juros menores, o que se pode refletir em produtos com preços mais baixos para o consumidor.

A ver – Mas nem tudo são flores no Cadastro Positivo. Segundo entidades de direito do consumidor a inscrição de consumidores feita de forma automática é um risco para o vazamento de dados – como CPF, telefone celular e e-mail – e pode resultar em maiores descriminações e juros ainda mais abusivos  contra o consumidor que eventualmente passe por dificuldade e acabe atrasando algumas de suas contas. O maior temor é o de que para os bons pagadores as taxas não baixem, mas subam para os inadimplentes.  De qualquer sorte, quem não estiver interessado em participar do cadastro positivo deve informar a um dos bureaus de crédito que atuam no país, como Serasa ou Boa Vista.

BNB prevê aplicar R$ 1 bi no Oeste

 Banco do Nordeste do Brasil (BNB) prevê aportar até R$ 1 bilhão na Região Oeste da Bahia em 2019. Volume 7,3% maior que os R$ 932 milhões investidos no ano passado. Um dos eventos estratégicos para se atingir a meta é a Bahia Farm Show, agendada para o final de maio no município de Luis Eduardo Magalhães e apontada como maior feira de tecnologia agropecuária do Norte/Nordeste. EM 2018, o estande do BNB alavancou R$ 140 milhões entre operações de máquinas, energias fotovoltaicas, armazenagens, investimentos integrados, custeios e capital de giro. Para a edição da feira este ano, a instituição prevê aumento de 10% nas prospecções de negócios.
 
FIQUE POR DENTRO

Franquia por R$ 20 - A Life Brasil, especialista em seguro de vida, lançou uma campanha para atrair novos franqueados na modalidade home Office, especialmente aqueles que sempre sonharam em ter um negócio próprio, mas não possuem capital disponível para fazer o investimento. Na campanha, o futuro franqueado paga apenas R$ 20 de entrada para ter sua franquia, o restante do valor (R$ 17 mil, valor que contempla a taxa de franquia e os equipamentos necessários para o início da operação) pode ser dividido em até 36 vezes. A Life Brasil tem uma unidade em operação na Bahia e pretende chegar a 10 até o final do ano.

Capacitação - Profissionais do comércio varejistas terão a oportunidade de aprender uma série de táticas para melhorar seu negócio. A CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) de Salvador realiza a sexta edição do Quintas Empreendedoras, circuito gratuito de palestras e cursos voltados para capacitação de micro e pequenos empresários. O projeto acontece sempre em uma quinta-feira do mês, os cursos serão ministrados na sede da CDL Salvador, das 9h às 11h, entre março e novembro. “Planejando um futuro para o seu negócio – estratégias empresariais” é o tema da primeira capacitação, na quinta-feira, 21 de março. Para garantir a vaga no curso desejado, é necessário entrar em contato pelo telefone (71) 3320-4027 ou por meio do e-mail salasdetreinamento@cdl.com.br. As inscrições são gratuitas, porém a organização pede aos inscritos que façam uma doação de um pacote de folhas de papel A4 para o Instituto de Cegos da Bahia.
 
Chocolate - 118 agricultores familiares – incluindo 58 assentados da reforma agrária - - reunidos na Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária e Adjacentes (Coopfesba), já colhem os resultados da criação da marca Bahia Cacau com a conquista de um espaço cada vez maior no mercado local. Por meio de  bombons com recheios de jaca, umbu, goiaba, cupuaçu e abacaxi, além de barras de chocolate com concentrações de cacau  variadas a marca fatura uma média de R$ 150 mil por mês. Metade dos produtos da marca é comercializada em Salvador. Há pontos em shopping e delicatessens que revendem as variações de chocolates e bombons. O restante da produção vai para estabelecimentos localizados em Pelotas (RS), Curitiba (PR), Brasília (DF) e São Paulo (SP), como também, para outras cidades baianas, entre elas, Vitória da Conquista, Itabuna, Ilhéus e Juazeiro.

Inovação - A Ocyan está com inscrições abertas para startups de todo o país apresentarem soluções inovadoras para desafios internos da empresa, que atua no setor de óleo & gás. Os produtos ou serviços deverão atender questões apresentadas pelas áreas operacionais e de apoio da companhia. As startups selecionadas terão suporte para o desenvolvimento de um projeto piloto in loco, e poderão se tornar fornecedoras ou parceiras da empresa. As interessadas têm até o dia 28 de abril para acessar as informações do Ocyan Waves Challenge e cadastrar suas propostas pelo site www.ocyanwaves.com.
 
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas