Carolina Ferraz diz que não vai mais atuar em novelas

em alta
12.12.2019, 16:46:57
Atualizado: 12.12.2019, 16:49:05

Carolina Ferraz diz que não vai mais atuar em novelas

Ela diz que vai continuar atuando em filmes e minisséries

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Carolina Ferraz, de 51 anos, deu entrevista ao programa de Antonia Fontenelle, no YouTube, na última terça-feira, 10, e afirmou que não fará mais novelas.

A atriz, que atuou em Avenida Brasil e Haja Coração, disse que não vê televisão há muito tempo. "O ator não tem essa relação. A gente não vê muita televisão. Vejo quando é algum amigo ou [quando] vou estrear um trabalho", revelou.

Carolina contou que recentemente foi convidada pelo YouTube para lançar um canal na plataforma. Isso porque o site de vídeos fez uma pesquisa que indicava que seu nome era bastante procurado pelos usuários.

O lançamento do seu programa web ocorreu em outubro deste ano no Google Brasil, na Avenida Faria Lima, em São Paulo. "Esse é o futuro. Quando você tem um canal, você é dono da sua grade inteira. Posso fazer tudo o que eu quiser e tem vários quadros", disse.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, ela contou um pouco sobre como organizará as publicações. "Vamos postar nas segundas-feiras um programa de culinária. A primeira temporada é no campo, a segunda é na cozinha e a terceira, na praia. Vou misturar tudo para que o público sempre tenha uma novidade. Vou gravar no Uruguai sobre a cannabis. Quero explorar meu lado jornalístico", adiantou.

A ex-Globo, no entanto, não pretende ficar fora do mundo cinematográfico. "Vou continuar atuando. Vou fazer uma minissérie, fazer cinema, participações."

Sucesso x Fama
Questionada por Antonia Fontenelle se a visibilidade ao longo da carreira já subiu à cabeça em algum momento da vida, Carolina Ferraz se mostrou bem resolvida com a questão e explicou que sucesso é diferente de fama.

"O sucesso é bom. A gente trabalha pra ter sucesso, prestígio e respeito. O sucesso é uma tradução desse reconhecimento. Já a fama é destrutiva. Com a fama, não vem nada bom. Qualquer um pode ficar famoso", refletiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas