Chape é pedra no sapato, mas Bahia tenta repetir 2018 por reação

e.c. bahia
27.07.2019, 05:00:00
Primeiro gol de Gilberto no Bahia foi contra a Chape. Amanhã ele tentará repetir a dose (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Chape é pedra no sapato, mas Bahia tenta repetir 2018 por reação

Na Arena Condá, tricolor tentará vencer o alviverde pela primeira vez fora de casa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Se tem um time que é uma verdadeira pedra no sapato do Bahia, com certeza é a Chapecoense. Adversário deste domingo (28), às 11h, na Arena Condá, em Chapecó, o time catarinense costuma dificultar a vida do tricolor. 

A prova disso é que o Bahia só venceu a Chape uma única vez na história, no ano passado, na Fonte Nova, pelo Brasileirão. O gol do 1x0 foi marcado pelo atacante Élber. No palco do duelo de amanhã, o tricolor vai tentar conseguir algo inédito: vencer o alviverde fora de casa.

Na Arena Condá, as duas equipes se enfrentaram três vezes. O Esquadrão somou dois empates e uma derrota. Apesar do retrospecto ruim, o torcedor pode se apegar a mística para acreditar num resultado bom. 

No ano passado, quando encarou a Chape em Chapecó pelo 1º turno do Brasileirão, o Bahia vivia situação semelhante a que está passando agora. Vinha de quatro jogos sem vencer entre Brasileirão, Copa do Brasil e da perda do título do Nordestão para o Sampaio Corrêa. Apesar do empate em 1x1, aquela partida significou a virada do tricolor na temporada. 

Depois daquele jogo o Bahia ostentou uma invencibilidade de oito jogos. O bom momento, que passou pela goleada de 4x1 sobre o Vitória e classificação na Copa Sul-Americana, coincidiu com a estreia de Gilberto com a camisa tricolor. 

Contratado durante a pausa para Copa do Mundo da Rússia, ‘Golberto’ fez o primeiro jogo com a camisa do Bahia diante da Chape e foi na Arena Condá que o atacante abriu a contagem de gols. Foram quatro gols seguidos em quatro jogos, cinco na sequência invicta do time. 

E se tem uma coisa que não mudou desde aquele jogo, foi o faro de gol de Gilberto. Nesse ano, o camisa 9 já balançou as redes 17 vezes em 34 partidas, é o artilheiro disparado do tricolor na temporada. Por isso, Golberto é uma das armas do Esquadrão para vencer a Chape e encerrar o jejum que já dura seis jogos.

“Temos que buscar nesse jogo fazer um bom trabalho e buscar mais (gols). Com a ajuda dos companheiros, respeitando o adversário, trabalhar firme, saber que não vai ser um jogo fácil, vai ser extremamente difícil. Vou dar tudo de mim para que a gente consiga o triunfo”, disse o atacante.

O elenco do Bahia tinha chegada a Chapecó prevista para nesta sexta-feira (26), mas o mau tempo na cidade catarinense fez o voo, e treino deste sábado (27), serem cancelados. A delegação sai de São Paulo às 12h de hoje.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas