Cia Baiana de Patifaria é destaque em projeto da Fundação Gregório de Matos

salvador
21.12.2021, 19:36:00
A Cia Baiana de Patifaria é responsável pelo espetáculo A Bofetada (Foto: Divulgação)

Cia Baiana de Patifaria é destaque em projeto da Fundação Gregório de Matos

Companhia de teatro integra a programação do Diversão de Verão 2022

Após o anúncio que um dos mais tradicionais grupos de teatro da Bahia fecharia as portas, a Cia Baiana de Patifaria agora tem um motivo para comemorar. A companhia vai ser o destaque da programação de 2022 do projeto Diversão de Verão realizado pela Fundação Gregório de Matos (FGM). A contratação do grupo de teatro foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (21).

O projeto promove uma programação especial e um circuito de atividades no Teatro Gregório de Mattos (TGM), Espaço Cultural da Barroquinha, Casa do Benin e Espaços Boca de Brasa (Subúrbio 360, CEU de Valéria e Cajazeiras). Com isso, a companhia vai circular  pelo TGM e Bocas de Brasa, fazendo um flashback desses 35 anos de atividade e fervor da cena cultural soteropolitana.  A programação completa do Diversão de Verão será revelada no início de janeiro.

Para Fernando Guerreiro, presidente da FGM, “o Diversão de Verão vem se consolidando no cenário cultural e turístico de Salvador, sempre trazendo grandes artistas e espetáculos para nossos espaços. Na edição do ano que vem, nada mais justo do que homenagear e celebrar a história da Cia, que foi quem levantou a bola do teatro baiano em todo o Brasil, nesses 35 anos de trajetória. Além deles, teremos muitas outras atrações, o que quer dizer que save the dates de janeiro a fevereiro porque a diversão estará garantida!”.

Para Lelo Filho, ator e diretor da companhia, “a Cia Baiana de Patifaria, assim como toda classe artística, vem enfrentando muita dificuldade, por conta da pandemia e fecha 2021 com esperança, pois vai começar 2022 com essa parceria com a FGM, celebrando junto com o público e fãs do nosso trabalho, os 35 anos da gente, com apresentações, bate-papos e muita coisa legal que vocês não podem perder! Aguardem, porque em janeiro a gente vai contar tudo!”.

Dificuldades
Sobre o Casarão 15, sede da Cia Baiana de Patifaria, Lelo explica que a ideia é manter o espaço e o acervo que foi guardado das peças importantes que já foram feitas lá. “Em 2021, nós achamos que teríamos que dar fim, se desfazer ou doar todo nosso acervo, mas abriu-se essa porta e a gente está torcendo para que a gente consiga manter o Casarão 15 em atividade e aberto para Salvador”, conclui.

O projeto da companhia de transformar o Casarão 15 em um espaço cultural aberto ao público não durou muito. No início deste mês, o ator e diretor Lelo Filho, que gere a companhia de 35 anos de história, disse que o futuro dela é uma incógnita, mas a que saída do Casarão 15, no entanto, era uma realidade.

Em julho deste ano, a sede da Cia Baiana de Patifaria foi transformada em um teatro virtual, de onde artistas ou qualquer profissional de outro segmento puderam realizar seus projetos e transmiti-los por fibra óptica via internet para todo o mundo. O espaço, que passou a se chamar Casarão 15 Digital, também se tornou uma espécie de museu artístico com todo acervo de mais de 34 anos da companhia.

“Eu me coloco numa situação muito delicada, a responsabilidade do gestor é muito grande. Com equipe, atores. O futuro da Cia Baiana de Patifaria é uma grande incógnita. Vamos fechar a sede porque temos uma dívida gigante, não temos condição de arcar. Tudo isso aconteceu dentro de uma pandemia em que precisamos atender a protocolos de saúde e reduzir o contato com a plateia. Nosso espetáculo depende do contato, da presença, tem interação do início ao fim”, disse Lelo Filho na ocasião. 

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas