Cidade Tricolor: 7 mil torcedores comparecem na inauguração

e.c. bahia
11.01.2020, 15:05:00
Atualizado: 11.01.2020, 19:35:44
Torcida Tricolor fez a festa na inauguração oficial da Cidade Tricolor (Fotos de Felipe Oliveira/EC Bahia )

Cidade Tricolor: 7 mil torcedores comparecem na inauguração

Abertura oficial do novo CT do Bahia foi marcada por homenagens e comemorações

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O sol que fez na manhã deste sábado (11) e a distância de quase 50 km entre Salvador e Dias D’Ávila não desanimaram os torcedores do Bahia que tiraram o dia para acompanhar a inauguração do novo CT do clube.

Aberto oficialmente para o público, o Centro de Treinamentos Evaristo de Macedo, ou Cidade Tricolor, como é popularmente chamado, recebeu cerca de 7 mil torcedores. Muitos curiosos para ver a estrutura da nova casa azul, vermelha e branca.

Junto com outros três amigos, o auxiliar Alef Reis, de 24 anos, encarou pouco mais de uma hora de estrada para visitar o local. Apesar da distância, ele aprovou o novo equipamento. "Um CT de primeira classe, coisa de outro nível, tem tudo para os jogadores trabalharem bem", disse.

Torcida fez fila para entrar no novo CT do Bahia

Já Marcos Santana, de 43 anos, saiu do bairro do Caminho de Areia para visitar a Cidade Tricolor e disse que gostou do que viu. "É um passo que o Bahia está dando. Antes nós não tínhamos nada, estávamos no lixo, e hoje, com muito orgulho, eu venho aqui visitar esse CT pela primeira vez. É um dos melhores da América Latina", sentenciou.

Quem não conseguiu segurar a emoção foi o vice-presidente do Bahia, Vitor Ferraz. Um dos responsáveis diretos pela requalificação do CT, Vitor lembrou todo o percurso que o clube percorreu através de intervenção judicial e abertura para a torcida em 2013. Para ele, entregar a Cidade Tricolor representa a vitória da democracia. 

"É uma emoção muito grande. A gente sabe pelo que a gente passou. Eu que, junto com várias outras pessoas, estive na trincheira lutando contra o despotismo que tentou acabar com o nosso clube, posso participar desse momento de reconstrução. Há seis anos, quando eu entrei no clube, tínhamos que fazer vaquinha para comprar café e água. Hoje podemos oferecer esse espaço para vocês. Isso é mais que um centro de treinamento, isso é a materialização da democracia".

Outro momento de emoção já havia tomado conta de dirigentes e torcedores durante homenagem às vítimas da tragédia da Fonte Nova, que deixou sete mortos em 2007, quando parte da arquibancada desabou. Uma obra feita por Bel Borba na Cidade Tricolor lembra dos sete torcedores.

Quem também marcou presença na inauguração do Centro de Treinamentos Evaristo de Macedo foi o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM). Ele comemorou o avanço do Bahia. "É um dia histórico, hoje a torcida do Bahia realiza um sonho através de uma gestão eficiente do presidente Guilherme Bellintani e toda a sua diretoria. O Bahia passa a contar com o maior CT do Norte Nordeste, padrão europeu, o que há de melhor no mundo. E agora que venham os títulos”, afirmou Bruno.

Placa em homenagem aos torcedores do Bahia

Logo após as festividades, os torcedores tiveram a oportunidade de realizar uma visita guiada pelos prédios da Cidade Tricolor. Ao todo, o CT conta com cinco espaços: profissional, base, serviços, administrativo e vestiários. Eles ainda puderam circular por outras áreas, como os campos de treinamento, sala de imprensa e academia. 

Ao todo, o Bahia investiu cerca de R$ 30 milhões entre créditos de Transcons, recuperação judicial e obras na Cidade Tricolor. O local, que substitui o Fazendão, já está sendo utilizado pelos atletas e o técnico Roger Machado na pré-temporada da equipe. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas