Cineasta francês filma documentário no Recôncavo Baiano

coluna vip
26.06.2018, 05:00:00

Cineasta francês filma documentário no Recôncavo Baiano

Por Giuliana Mancini

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Menelaw Sete vai virar estrela de cinema europeu. É que o baiano foi convocado pelo cineasta francês Pierre Meynadier para participar de um documentário rodado no Recôncavo Baiano.

A ideia do projeto é mostrar a importância da diversidade cultural para o mundo, além da relevância da preservação das raízes. Durante a primeira parte, filmada no fim de maio, a dupla e sua equipe passaram por Cachoeira, São Felix e Maragojipe. Em setembro, irão partir rumo a Salinas da Margarida, Itaparica e Ribeira do Pombal.

"A obra tem a presença de personalidades que fazem parte de nossa história, como Dona Cadú, talentosa  ceramista de 98 anos, moradora de Maragogipe, que possui fortes características afro-indígena", conta Menelaw.

Dona Cadú e Menelaw: no documentário
(Foto: Divulgação)

A previsão é que a estreia do longa, com 95 minutos de duração, seja no dia 19 de abril, na França. Ele fará parte do circuito Connaissance du Monde, que garantirá sua exibição não somente no país, como também na Bélgica, Suíça e até no Canadá.

No dia do lançamento, inclusive, acontecerá o leilão de 200 peças de cerâmica produzidas por Dona Cadú e pintadas por Menelaw. O valor arrecadado será revertido para a comunidade de Coqueiros, onde a baiana reside.  

A volta de Júnior e Mainha
Está com saudades de Frases de Mainha? Pois esqueça o projeto. Calma, não precisa ficar triste: Júnior e Mainha vão voltar, mas em um novíssimo trabalho.

Após um intervalo, os atores Sulivã Bispo e Thiago Almasy se preparam para estrear mais uma leva de episódios dos personagens, agora no canal Na Rédea Curta. Entre as novidades, está a expansão do núcleo familiar, com aparições da avó, tia e pai de Júnior.

Sulivã e Thiago, como Mainha e Junior: novo projeto, Na Rédea Curta
(Foto: Shai Andrade/Divulgação)

"Nós já tínhamos uma caminhada como atores, mas Júnior e Mainha nos lançaram no mercado e queremos abrir esse espaço para outros artistas também", diz Thiago, que interpreta o filho.

"Queremos lançar novos rostos, atores periféricos, com a estética periférica, dando nossa contribuição para subverter essa condição de que é preciso sair da nossa terra e ir para o Sudeste para viver dignamente como atores", completa Sulivã, que, por sua vez, dá vida à Mainha.

Os novos episódios terão mais familiares dos personagens
(Foto: Shai Andrade/Divulgação)

O plano é que os novos vídeos sejam lançados, semanalmente, a partir desta quinta-feira (28), às 20h, no YouTube. E como Sulivã e Thiago estão cheios de boas notícias, aí vai mais uma: eles levarão a famosa dupla para o palco do Teatro Castro Alves dentro do Domingo no TCA.

A apresentação acontece no dia 29 de julho, às 11h, e terá ingressos a R$ 1 (inteira) e R$ 0,50 (meia).

Nordestinos unidos
O cearense Bráulio Bessa deu uma missão ao baiano Elano Passos: transformar seus poemas em desenho. Deu certo. Os textos viraram 19 ilustrações, que integrarão o novo livro do poeta, intitulado Poesia que Transforma.

"A ligação inicial com Bráulio começou com a identificação aos temas nordestinos. Em seguida, conhecendo um pouco mais as suas poesias e história, percebi que a simplicidade de como ele se comunica com seu público faz sentido com a essência dos traços que adoto para criar minha arte e transmitir a mensagem, impactando de maneira direta", diz Elano.

Arte de Elano Passos para o livro de Bráulio Bessa: ao todo, são 19 ilustrações
(Foto: Divulgação)

Para quem não ligou nome à pessoa, Bráulio é um dos integrantes do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Globo, e vive encantando os convidados da apresentadora com suas declamações de cordéis.

Em pré-venda, a obra, da Editora Sextante, já está em 1º lugar na categoria Poesia e no top 3 das mais vendidas da Amazon. Ela chega às livrarias dia 16 de julho.

No In-Edit Brasil
O diretor de fotografia Rodrigo Toledo é presença confirmada na próxima edição do In-Edit Brasil - Festival Internacional do Documentário Musical, em Salvador.

O evento, que surgiu em Barcelona e já passou por países como Alemanha, Grécia, Colômbia, Argentina e México, chega na capital baiana pela 6ª vez e acontece entre os dias 3 e 8 de julho, na Sala Walter da Silveira, nos Barris.

Rodrigo: no festival em Salvador
(Foto: Divulgação)

Rodrigo estará por lá no dia 7, das 11h às 13h, realizando uma masterclass sobre a relação da fotografia com os diversos gêneros de documentário.

Ele discutirá a postura do fotógrafo e as ferramentas para a construção da narrativa e estética deste tipo de produção, abordando questões como o momento único, o elemento surpresa, técnicas de fotografia, tipos de câmeras e estética da luz.

Professor da Escuela Internacional de Cine y Television – EICTV, em Cuba, o diretor já participou da realização de vários documentários, incluindo Arthur Moreira Lima: Um Piano Para Todos, de Marcelo Mazuras, que será exibido no festival. A atividade com ele é gratuita e aberta ao público.

Como se fosse um crime
Pai do ator Gabriel Braga Nunes, Celso Nunes é o diretor de Como se Fosse um Crime, peça que tomará conta do Teatro Sesi Rio Vermelho no mês que vem.

Luisa está no elenco do espetáculo
(Foto: Dudu Assunção/Divulgação)

O texto, de Angela Carneiro, mostra um casal apaixonado, porém adúltero - ambos são casados, mas com outras pessoas. Quase sempre em cima de uma cama, os amantes, interpretados por Luisa Proserpio e Paulo Borges, exploram seus sentimentos em cena.

O espetáculo fica em cartaz de 19 a 29 de julho, sempre às 20h, e tem ingressos por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). A montagem, aliás, é a segunda do projeto Trigonoteatro, concebido por Celso. A estreia foi com Animal, estrelado por Cyria Coentro.

Para todas as formas de arte
O Santo Antônio Além do Carmo vai ganhar um novo point artístico. O fotógrafo Mario Edson está em fase de conclusão de uma galeria na Ladeira do Boqueirão, 6. A ideia é que ela funcione tanto como seu ateliê como espaço para outros artistas.

O casarão no Santo Antônio Além do Carmo: galeria
(Foto: Divulgação)

"São três salas. Vou ocupar uma delas e, nas outras duas, receber visitantes. Apesar de eu trabalhar com a fotografia, o casarão será aberto também para outras linguagens, com pauta pública. Vamos avaliar, para que se tenha uma curadoria, mas estamos abertos a tudo. Quero difundir a arte", fala. 

O local, inclusive, terá seus ambientes batizados com nomes de artistas consagrados. A varanda, por exemplo, se chamará Frida Kahlo, em homenagem à pintora mexicana. A inauguração ainda não tem data fechada, mas Mario garante que acontecerá até o fim de julho.

Primeira apresentação
Gabriel Póvoas escolheu o Café-Teatro Rubi, no Wish Hotel da Bahia (Campo Grande), como palco da estreia do seu mais novo show, CelloFlauta. No repertório, releituras de canções de artistas como John Lennon, Paul McCartney, Tom Jobim e Vinícius de Moraes, e músicas autorais. O espetáculo está marcado para o dia 12 de julho, às 20h30, e tem ingressos a R$ 50.

Gabriel: estreia de CelloFlauta
(Foto: Célia Santos/Divulgação)

De malas prontas
O hipnoterapeuta e hipnólogo Diego Wildberger vai embarcar rumo a Curitiba, na semana que vem. Entre os dias 6 e 8 de julho, ele ministrará por lá, pela primeira vez, o curso Meditação e Neurociência Aplicados à Hipnose. Depois, nos dias 27, 28 e 29, será a vez do workshop em Salvador, no auditório da Arcadia Institute, no Caminho das Árvores.

Joias e quadros
Marcela Cordier unirá duas paixões no próximo lançamento da sua marca de joias, a Cordier. Na data, a designer irá apresentar não somente a nova coleção, intitulada Bahias, como também uma série de 12 quadros.

Um dos quadros assinados por Marcela
(Foto: Divulgação)

Todas as criações são inspiradas na cultura do estado, trazendo, por exemplo, homenagens à capoeira, ao samba de roda e ao candomblé. O evento acontece dia 5 de julho, a partir das 17h30, no Palacete das Artes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas